22:02 23 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    0 30
    Nos siga no

    A investigação fiscal da Procuradoria-Geral de Nova York ao diretor financeiro da Organização Trump foi iniciada há vários meses e está focada nele como indivíduo, mas poderá ser expandida para o papel que desempenhou no conglomerado, revelou a mídia.

    A Procuradoria-Geral de Nova York começou uma investigação criminal sobre Allen Weisselberg, diretor financeiro da Organização Trump do ex-presidente dos EUA Donald Trump, segundo informou o canal de televisão CNN citando fontes.

    A pressão sobre Weisselberg está aumentando de ambos os lados: a procuradora-geral de Nova York Letitia James investiga seus impostos pessoais, enquanto os procuradores distritais investigam o papel do diretor financeiro na Organização Trump e seus fundos pessoais, de acordo com mídia.

    Os procuradores tentam encontrar meios que poderiam convencer Weisselberg para cooperar com as autoridades, potencialmente aumentando os riscos jurídicos para Trump e sua família, revelou a mídia.

    A investigação fiscal sobre as finanças pessoais de Weisselberg foi iniciada pela procuradora há vários meses e é realizada por uma pequena unidade da procuradoria, que tem autoridade para apresentar acusações criminais, revelou CNN.

    Os investigadores coordenaram com os procuradores do distrito de Manhattan, liderados por Cyrus Vance Jr., o qual investigou a Organização Trump, verificando as declarações fiscais de Trump, e recentemente examinou os benefícios que a empresa deu aos funcionários, as finanças de Weisselberg e as regalias que ele e seu filho (funcionário da Organização Trump) obtiveram.

    A investigação fiscal da Procuradoria-Geral de Nova York está focada em Weisselberg como indivíduo, mas poderia ser expandida ao papel que desempenhou na Organização Trump, segundo a mídia.

    Anteriormente, a Procuradoria-Geral de Nova York informou ter reclassificado a investigação criminal sobre as organizações de Trump, expandindo um caso que vinha sendo tratado apenas no âmbito civil. Por sua vez, Trump considera a investigação uma "caça às bruxas", negando qualquer irregularidade.

    Mais:

    Nord Stream 2: Berlim defendeu seus interesses ante EUA pela 1ª vez em 70 anos, diz deputado alemão
    Câmara dos Representantes dos EUA aprova comissão para investigar ataque ao Capitólio
    Biden: EUA devem defender regras marítimas de liberdade de navegação desafiadas por China e Rússia
    EUA rejeitam resolução da França na ONU para cessar-fogo em Gaza depois de posicionamento de Israel
    Tags:
    impostos, finanças, Organização Trump, investigação, Donald Trump, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar