06:46 14 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    491
    Nos siga no

    O governo de Michigan afirma que infraestrutura Enbridge Line 5 representa um "risco irracional" para os Grandes Lagos. Licença que autorizava passagem de oleoduto pelo estado termina nesta quarta-feira (12).

    A governadora do estado de Michigan, Gretchen Whitmer, quer tentar fechar o oleoduto Enbridge Line 5, que transporta petróleo para o Canadá, dizendo que a estrutura representa um "risco irracional" para os Grandes Lagos, relatou o jornal The Wall Street Journal.

    A disputa eclodiu em novembro do ano passado, quando Whitmer anunciou a revogação de uma licença que autorizava a passagem do oleoduto pelo estreito de Mackinac, entre o lago Michigan e o lago Huron, dando à Enbridge até esta quarta-feira (12) para o fechamento da estrutura. O oleoduto foi inaugurado em 1953.

    'Ameaça séria'

    O gasoduto, de cerca de 1.040 quilômetros de extensão, transporta mais de meio milhão de barris de petróleo e gás natural liquefeito todos os dias de Superior, Wisconsin, às refinarias nos estados de Michigan e Ohio e nas províncias canadenses de Ontário e Quebec.

    "Esses oleodutos no estreito de Mackinac são uma bomba-relógio e sua presença contínua viola a confiança pública e representa uma séria ameaça ao meio ambiente e à economia de Michigan", disse um porta-voz de Whitmer.
    Uma placa de sinalização marca a presença de oleodutos de petróleo de alta pressão, incluindo o oleoduto Enbridge's Line 5, que a governadora de Michigan, Gretchen Whitmer, ordenou o fechamento em maio de 2021, em Sarnia, Ontário, Canadá.
    © REUTERS / Carlos Osorio/Foto de Arquivo
    Uma placa de sinalização marca a presença de oleodutos de petróleo de alta pressão, incluindo o oleoduto Enbridge's Line 5, que a governadora de Michigan, Gretchen Whitmer, ordenou o fechamento em maio de 2021, em Sarnia, Ontário, Canadá.

    O que Canadá diz?

    As autoridades canadenses e a Enbridge disseram que o fechamento do oleoduto reduziria o fornecimento usado para produzir gasolina, combustível para aviação e combustíveis para aquecimento em Ontário e Quebec, as partes mais populosas do Canadá, quase pela metade. Além disso, alertam que causaria a perda de milhares de empregos nas refinarias que processam o petróleo bruto.

    A empresa processou o estado de Michigan em um tribunal federal para impedir a revogação, argumentando que não tem autoridade para fazê-lo, garantindo que não fechará o gasoduto a menos que seja ordenado pela Justiça.

    Diplomatas aposentados e funcionários canadenses disseram que o governo canadense ainda não conseguiu persuadir o governo Biden a suspender a decisão de Michigan nos termos de um tratado assinado entre os EUA e o Canadá em 1977 que proíbe as autoridades de qualquer um dos dois países de bloquear os oleodutos que transportam petróleo e gás pela fronteira, a menos que haja uma emergência.

    Mais:

    Dano em oleoduto provoca vazamento de óleo na Rússia
    Militantes atingem 2 poços de petróleo no Iraque
    Colisão de embarcações provoca vazamento de petróleo na China
    Tags:
    fechamento, petróleo, meio ambiente, Michigan, EUA, Canadá, oleoduto
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar