13:28 18 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    Mundo vs. pandemia do coronavírus no início de maio de 2021 (63)
    1 0 0
    Nos siga no

    O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, saudou nesta sexta-feira (7) a promessa dos Estados Unidos de apoiar a suspensão de patentes para vacinas contra o coronavírus.

    "O anúncio de quarta-feira (5) por parte dos Estados Unidos de que apoiarão uma renúncia temporária de proteções de propriedade intelectual para as vacinas contra a COVID-19 é uma declaração significativa de solidariedade e apoio para a equidade de vacinas", disse Tedros em entrevista coletiva.

    O chefe da Organização Mundial da Saúde disse que essa renúncia "não era uma coisa politicamente fácil de fazer", portanto, a liderança nesse sentido foi muito apreciada.

    Frascos das vacinas AstraZeneca, Pfizer/Biontech, Johnson & Johnson e Sputnik V contra COVID-19
    © REUTERS / Dado Ruvic
    Frascos das vacinas AstraZeneca, Pfizer/Biontech, Johnson & Johnson e Sputnik V contra COVID-19

    De acordo com ele, as disposições da Organização Mundial do Comércio (OMC) para isenções de propriedade intelectual "foram elaboradas precisamente para uma situação como esta".

    "Se não as usarmos agora, quando então?", completou o diretor da OMS.

    A administração dos EUA anunciou na última quarta-feira (5) que apoiará suspensão de proteções de propriedade intelectual para as vacinas contra a COVID-19 devido à emergência global desencadeada pela pandemia. No dia seguinte, o presidente da Rússia, Vladimir Putin, também afirmou que o país também pode apoiar a quebra das patentes.

    Tema:
    Mundo vs. pandemia do coronavírus no início de maio de 2021 (63)

    Mais:

    Senado no Brasil aprova quebra de patentes de vacinas contra a COVID-19
    Recusa em quebrar patentes marca ruptura na política externa do Brasil, diz analista
    China está pronta para discutir quebra de patentes de vacinas na OMC
    OMS: COVID-19 ainda compromete os serviços de saúde essenciais em 90% dos países
    Tags:
    EUA, vacinação, vacina, OMS, novo coronavírus, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar