23:27 27 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    10239
    Nos siga no

    O ex-secretário de Estados dos EUA, Henry Kissinger, advertiu que a competição entre os EUA e a China não deve aumentar até chegar a um conflito máximo de alta tecnologia, apelando aos políticos para prevenirem a hegemonia chinesa ao mesmo tempo que mantêm a coexistência pacífica entre as duas nações.

    Em entrevista ao jornal Die Welt, Henry Kissinger, de 97 anos, que desempenhou um papel importante para abrir caminho no estabelecimento das relações diplomáticas formais entre os EUA e China em 1979, afirmou que é fundamental prevenir que a concorrência entre Washington e Pequim se torne um conflito máximo de inteligência artificial (IA).

    Kissinger afirmou que os Estados Unidos precisam manter o nível alto no desenvolvimento da inteligência artificial. No entanto, seria errado pensar que a China automaticamente superará o país na área da IA.

    "Embora ambos os lados possam ter a capacidade teórica de vencer, nenhum dos lados opta por exercê-lo, eles devem limitá-lo por algum tipo de entendimento", disse o ex-secretário de Estados dos EUA.

    "Lutem por isso, porque a alternativa de um conflito máximo assusta a imaginação. Os Estados Unidos devem sempre ter uma defesa adequada, mas no mundo da alta tecnologia, eles também devem trabalhar para a coexistência", disse Kissinger.

    Ao mesmo tempo, o ex-secretário de Estado dos EUA declarou que aqueles que consideram que a política externa da China precisa ser enfrentada em todos os níveis e se esforçam para realizarem mudanças, gerariam "a resistência máxima" do lado chinês.

    "Uma grande questão a ser considerar não é apenas impedir a hegemonia da China, mas também entender que se alcançarmos esse objetivo, que é o que devemos fazer, permanece a necessidade de coexistir com o país dessa magnitude", disse Kissinger.

    Mais:

    EUA dizem que ritmo de produção de energia nuclear da China está mais acelerado do que o previsto
    EUA avaliam necessidade de criptomoeda do banco central e descartam uso de yuan digital da China
    Pequim: atividade militar dos EUA em áreas reivindicadas pela China aumentou muito com governo Biden
    Militares dos EUA pediram maior acesso a informações de inteligência sobre Rússia e China, diz mídia
    Tags:
    EUA, China, inteligência artificial, conflito, Henry Kissinger
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar