00:11 28 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    Mundo enfrenta pandemia no fim de abril de 2021 (77)
    1150
    Nos siga no

    Nesta quarta-feira (28), o laboratório mexicano para agentes biológicos e reagentes, Birmex, anunciou que planeja envazar e embalar a vacina russa Sputnik V contra o novo coronavírus.

    O laboratório mexicano, que tem participação estatal majoritária, estima que a produção local possa chegar a 90 milhões de doses da vacina anualmente.

    "O país começará o envazamento em massa da vacina Sputnik V, que, segundo nossas estimativas, será produzida na quantidade de cerca de 90 milhões de doses por ano", disse o laboratório através de comunicado em seu site.

    A empresa está construindo uma nova linha de produção nas instalações do Instituto Nacional de Virologia do México e do Instituto Nacional de Higiene do México. Com a linha de produção pronta, o Birmex espera atender a demanda do mercado nacional por envaze de vacinas e entrar no mercado internacional como fornecedor do imunizante.

    Na Cidade do México, um profissional de saúde aplica uma dose da vacina Sputnik V contra a COVID-19 em um idoso, no Palacio de Los Deportes, em 24 de fevereiro de 2021
    © AP Photo / Rebecca Blackwell
    Na Cidade do México, um profissional de saúde aplica uma dose da vacina Sputnik V contra a COVID-19 em um idoso, no Palacio de Los Deportes, em 24 de fevereiro de 2021

    A vacina russa Sputnik V foi aprovada para uso no México ainda em 2 de fevereiro, sendo que mais de 60 países também já aprovaram o imunizante russo para uso interno. O primeiro lote da Sputnik V chegou ao território mexicano em 22 de fevereiro deste ano.

    O programa de imunização para a população mexicana começou no final de dezembro de 2020 com a equipe de hospitais que lidam com pacientes de COVID-19. Atualmente, as autoridades mexicanas utilizam cinco vacinas diferentes, que são adquiridas no exterior ou produzidas localmente: Pfizer/BioNTech, Oxford/AstraZeneca, Sinovac, Cansino e Sputnik V.

    O presidente do México, Andres Manuel López Obrador, recebe a dose da vacina da AstraZeneca contra a COVID-19 no Palácio Nacional da Cidade do México, México, em 20 de abril de 2021.
    © REUTERS / HENRY ROMERO
    O presidente do México, Andres Manuel López Obrador, recebe a dose da vacina da AstraZeneca contra a COVID-19 no Palácio Nacional da Cidade do México, México, em 20 de abril de 2021

    De acordo com a Secretaria de Saúde do México, mais de 22 milhões de doses de vacinas contra a COVID-19 foram entregues ao país, das quais 17 milhões já foram aplicadas nos cidadãos. Mais de seis milhões de pessoas foram totalmente vacinadas no território mexicano.

    O México é um dos países mais impactados pela pandemia do novo coronavírus, com cerca de 2,3 milhões de casos confirmados de COVID-19 e 215.547 mortes causadas pela doença. Conforme os dados da Universidade Johns Hopkins, o México é o terceiro país com mais mortes confirmadas por COVID-19.

    Tema:
    Mundo enfrenta pandemia no fim de abril de 2021 (77)

    Mais:

    Presidente da Anvisa pode ser ouvido em CPI da Covid sobre negativa à Sputnik V, diz colunista
    Decisão da Anvisa frustra intenções de compra da Sputnik V por estados e municípios
    Paraguai negocia fabricação nacional da vacina russa Sputnik V contra a COVID-19
    Chanceler da Rússia sobre Sputnik V no Brasil: EUA não escondem que exercem pressão (VÍDEOS)
    Tags:
    COVID-19, México, Rússia, Sputnik V
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar