03:29 12 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    251
    Nos siga no

    Potências mundiais signatárias Plano de Ação Conjunto Global (JCPOA, na sigla em inglês) estão desde 6 de abril em negociações em Viena, na Áustria, para fazer Washington e Teerã cumprirem as cláusulas do acordo nuclear de 2015.

    O porta-voz do Departamento de Estado norte-americano, Ned Price, declarou nesta quarta-feira (21) que há sinais de progresso nas negociações indiretas com o Irã em Viena, mas a desconfiança mútua persiste.

    "Há sinais de progresso, mas não quero exagerá-los", disse Price na entrevista, acrescentando que "não faltam desconfianças" entre as partes e que há muito a ser superado.
    Enrique Mora, secretário-geral adjunto do Serviço Europeu de Ação Externa e Abbas Araghchi, vice-ministro das Relações Exteriores do Irã, aguardam o início de uma reunião da Comissão Mista do acordo nuclear em Viena, Áustria, 6 de abril de 2021
    © REUTERS / Delegação da União Europeia em Viena, Áustria
    Enrique Mora, secretário-geral adjunto do Serviço Europeu de Ação Externa e Abbas Araghchi, vice-ministro das Relações Exteriores do Irã, aguardam o início de uma reunião da Comissão Mista do acordo nuclear em Viena, Áustria, 6 de abril de 2021

    O porta-voz também observou que as negociações estão avançando de forma construtiva, mas "nada de concreto se materializou".

    Em 16 de abril, o Irã começou o processo de enriquecimento de urânio a 60% de pureza físsil nas instalações em Natanz. De acordo com o Plano de Ação Conjunto Global, o enriquecimento de urânio era limitado a 3,67% para o Irã.

    O país alegou que deu início ao enriquecimento de urânio a 60% para demonstrar suas capacidades técnicas, após uma "sabotagem terrorista" ter causado uma explosão na usina nuclear de Natanz.

    Mais:

    Irã afirma não estar disposto a fazer quaisquer concessões fora do acordo nuclear
    Israel estaria fazendo lobby para que EUA pressionem por impedimentos ao programa nuclear do Irã
    EUA acusam Irã de não apoiar fim de guerra no Iêmen, dando ajuda 'significativa e letal' aos houthis
    Tags:
    negociações, urânio, enriquecimento de urânio, acordo nuclear, JCPOA, EUA, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar