03:45 19 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    170
    Nos siga no

    A morte de Daune Wright em Minnesota gerou outra onda de protestos contra o racismo e a brutalidade policial nos Estados Unidos, com protestos também em Washington na noite desta sexta-feira (16).

    Protestos semelhantes varreram o país no verão (Hemisfério Norte) após a morte do homem negro George Floyd em maio do ano passado.

    Segundo relatos, centenas de manifestantes foram ao Black Lives Matters Plaza em Washington, DC, em apoio a Wright e outros negros que morreram em tiroteios envolvendo a polícia.

    Conflitos entre polícia de Washington e manifestantes.

    ​Mais tarde, os protestos se transformaram em várias altercações com policiais. Em algum momento, os manifestantes aparentemente tentaram bloquear a polícia nas lanchonetes. Eles também foram ouvidos gritando: "Enquanto você está jantando, os negros estão morrendo." Outros vídeos mostraram manifestantes lançando fogos de artifício contra a polícia.

    A policial que atirou fatalmente em Wright, de 20 anos, foi presa e acusada de homicídio culposo. Os protestos, que estouraram no Brooklyn Center após a morte de Wright, estão muito longe do que Minneapolis, que faz limite com a cidade, sofreu um ano atrás depois que as manifestações contra a morte sob custódia de Floyd se transformaram em tumultos.

    Mais:

    Derek Chauvin se recusa a testemunhar em seu julgamento sobre a morte de George Floyd
    EUA se reservam o direito de retaliar sanções russas
    Manifestação contra violência policial é realizada em Nova York
    Tags:
    EUA, protestos, polícia, sociedade
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar