06:10 10 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    434
    Nos siga no

    Em carta enviada à Organização das Nações Unidas (ONU), nesta quarta-feira (14), a Colômbia acusou o governo de Nicolás Maduro, da Venezuela, de "desviar a atenção internacional" para esconder seu suposto envolvimento com o tráfico de drogas.

    "Advertimos perante a ONU que a ditadura procura mais uma vez desviar a atenção internacional de sua relação cúmplice com o narcotráfico e grupos terroristas, enquanto todas as evidências confirmam que se trata de um regime totalitário que não respeita nenhum marco legal", disse a chanceler colombiana Claudia Blum em vídeo divulgado à imprensa.

    Chanceler Blum fala sobre a comunicação feita ao secretário-geral da ONU e ao presidente do Conselho de Segurança das Nações Unidas, que informa sobre a grave situação que existe na fronteira devido ao apoio que o regime ilegítimo venezuelano dá aos grupos armados narcoterroristas organizados.

    A carta, enviada diretamente ao secretário-geral da ONU, António Guterres, bem como à presidência do Conselho de Segurança da organização, também condena o deslocamento de cerca de 6.000 pessoas na Venezuela em função dos confrontos entre as Forças Armadas Nacionais Bolivarianas (FANB) e um suposto grupo dissidente da antiga guerrilha das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC), que já duram quase um mês.

    Segundo a Colômbia, o governo Maduro protege líderes e integrantes da guerrilha colombiana Exército de Libertação Nacional (ELN) e dissidentes das FARC comandados pelos pseudônimos Iván Márquez e Jesús Santrich.

    O governo colombiano afirma que as duas figuras se afastaram do Acordo de Paz assinado em 2016 e agora estariam disputando o controle do tráfico de drogas com outros dissidentes.

    Mais:

    Deputado venezuelano conta como Colômbia busca 'conflito bélico' com Venezuela
    Presidente eleito do Equador pede aumento da pressão internacional sobre a Venezuela
    Governo da Venezuela quer usar fundos congelados nos EUA para pagar por vacinas
    Tags:
    Nicolás Maduro, acusação, carta, ONU, narcotráfico, confrontos, América do Sul, Venezuela, Colômbia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar