02:24 12 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    Situação da COVID-19 em meados de abril no mundo (75)
    122
    Nos siga no

    A Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol) anunciou nesta terça-feira (13) que a farmacêutica chinesa Sinovac doará 50 mil vacinas contra a COVID-19 para a realização da Copa América e de outras competições sul-americanas.

    Segundo a entidade, a imunização terá como foco as delegações das seleções participantes dos torneios, seja no masculino ou feminino. Detalhes do processo de vacinação serão divulgados futuramente pela entidade.

    "Agradeço este grande gesto de solidariedade e apoio da empresa Sinovac, que entendeu que o futebol é uma atividade fundamental para a economia, a cultura e a saúde física e mental dos sul-americanos", disse Alejandro Domínguez, presidente da Conmebol.

    No comunicado, a entidade agradece ao presidente uruguaio Luis Lacalle Pou por ter feito a mediação com a empresa chinesa. Segundo a nota, Pou "foi crucial para concretizar o acordo de enorme importância para o futebol sul-americano".

    "A presidência do Uruguai, em seu claro compromisso com o apoio ao esporte, ofereceu desinteressadamente seus bons ofícios para mediar com a Sinovac Biotech Ltd", ressalta o comunicado.

    O presidente do Uruguai, Luis Lacalle Pou, faz seu pronunciamento durante a cúpula de 30 anos do Mercosul
    O presidente do Uruguai Luis Lacalle Pou durante cúpula de 30 anos do Mercosul

    A Conmebol destaca que "nenhuma outra confederação no mundo conseguiu ter imunizantes disponíveis para iniciar um processo de vacinação em massa". A Copa América vai de 13 de junho a 10 de julho e reunirá dez seleções sul-americanas na Argentina e na Colômbia.

    Tema:
    Situação da COVID-19 em meados de abril no mundo (75)

    Mais:

    Manaus: polícia prende 63 pessoas que se aglomeravam para ver futebol em bares clandestinos
    Com nome e futebol de fenômeno, CR7 chega aos 36 anos com a bola toda
    Adiar a Copa América fez Conmebol escapar de problema como o do COI em Tóquio, diz analista
    Conmebol afirma que futebol voltará com 'máxima garantia para todos'
    Tags:
    Luis Lacalle Pou, China, América do Sul, copa américa, COVID-19, vacina, futebol, Conmebol, CONMEBOL
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar