09:36 15 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    1124
    Nos siga no

    O candidato de direita Guillermo Lasso proclamou neste domingo (11) a sua vitória nas eleições no Equador, enquanto o seu rival, o jovem esquerdista Andrés Arauz, admitiu a derrota e parabenizou seu adversário.

    Em um evento lotado de apoiadores e correligionários na cidade de Guayaquil, o seu reduto eleitoral, Lasso agradeceu aos equatorianos pela confiança depositada nas urnas e prometeu realizar um trabalho especial para reduzir a desigualdade no país.

    "Há muitos anos venho sonhando com a possibilidade de servir aos equatorianos para que o país progrida, para que todos possamos viver melhor. Hoje [11], vocês decidiram que isso será assim", disse Lasso a seus correligionários.

    "Vamos iniciar uma época de encontro, na qual os 17 milhões de equatorianos possam trabalhar juntos [...] Este é um dia histórico, em que todos os equatorianos decidiram o seu futuro, expressaram com seus votos a necessidade de mudança e o desejo de dias melhores para todos'', acrescentou.

    Guillermo Lasso é um ex-banqueiro de direita que buscava pela terceira vez a presidência de Equador. O candidato, no entanto, quase ficou de fora da disputa do segundo turno devido à pequena diferença para o terceiro colocado, o líder indígena Yaku Pérez, de apenas 0,35 ponto percentual. Os dois ficaram atrás de Arauz, o candidato apoiado pelo ex-presidente Rafael Correa, que somou 32,72% dos votos na primeira volta, mas acabou derrotado neste domingo (11).

    O jovem candidato de esquerda, por sua vez, reconheceu que foi superado por Lasso no segundo turno em uma declaração a seus partidários. Durante o discurso, Arauz pediu unidade aos equatorianos, para que o país "volte a ser um só Equador", e prometeu telefonar para Lasso para parabenizá-lo pela vitória.

    "Acreditamos que representamos e lutamos por ideias e valores, mas hoje chegou o momento de avançar, é preciso estender pontes e construir consensos. Este é um revés eleitoral, mas, de nenhuma maneira, é uma derrota política nem moral", disse o candidato de esquerda, que acrescentou que vai seguir pelo "caminho da organização e da construção de um futuro mais digno e solidário para todos os equatorianos".  

    Minha mensagem ao Equador.

    Com cerca de 97% das urnas apuradas, Lasso soma 52,48% dos votos, enquanto Arauz tem 47,52%, segundo os resultados divulgados pela Conselho Nacional Eleitoral (CNE) do Equador às 22h00 locais deste domingo (11), 00h00 de segunda-feira (12) em Brasília.  

    Mais:

    Missão da OEA parabeniza Equador por eleições e pede calma até o resultado final
    Equador: comissão eleitoral confirma Lasso como 2º colocado em pleito presidencial
    Após resultado eleitoral, movimento indígena no Equador vai acionar a Justiça para disputar 2º turno
    Tags:
    Guillermo Lasso, apuração, segundo turno, eleições, Equador
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar