23:36 16 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    Coronavírus no mundo no início de abril de 2021 (58)
    6253
    Nos siga no

    Os desenvolvedores da vacina russa Sputnik V contra o coronavírus asseguraram o presidente argentino Alberto Fernández, que suspeita ter o coronavírus, que a vacinação o protegerá das formas graves da doença.

    Respondendo ao tweet do presidente da Argentina sobre seus sintomas, o Centro Nacional de Pesquisa de Epidemiologia e Microbiologia Gamaleya da Rússia tweetou:

    Queria contar-lhes que no final do dia de hoje [2], depois de apresentar uma febre de 37,3° e uma leve dor de cabeça, fiz um teste de antígeno, cujo resultado foi positivo.

    O Centro Gamaleya: Estamos tristes em ouvir isso. A Sputnik V é 91,6% eficaz contra infecções e 100% eficaz contra casos graves. Se a infecção for realmente confirmada e ocorrer, a vacinação garantirá uma recuperação rápida sem sintomas graves. Desejamos a você uma recuperação rápida!

    Anteriormente, Fernández informou que seu teste de antígeno foi positivo e que ele espera o resultado do segundo teste PCR para confirmação definitiva. Fernández esclareceu que está "fisicamente bem" e também de bom humor.

    Em 21 de janeiro, a administração do presidente argentino anunciou que Alberto Fernández foi imunizado com a primeira dose da Sputnik V. Segundo o jornal argentino Clarín, o presidente já recebeu a segunda dose.

    De acordo com o Fundo Russo de Investimentos Diretos, "com base em mais de um milhão de residentes de Moscou vacinados com a Sputnik V, menos de 0,1% desenvolveram infecção por COVID-19 mais de duas semanas após a vacinação completa. Desses casos, 76% são totalmente assintomáticos ou leves".

    Tema:
    Coronavírus no mundo no início de abril de 2021 (58)

    Mais:

    Centro Gamaleya: Sputnik V poderá oferecer 2 anos de imunidade contra COVID-19
    Centro Gamaleya: vacinação combinada da Sputnik V com AstraZeneca gerará imunidade por 2 anos
    Idosa de 106 anos é vacinada com Sputnik V na Rússia
    Tags:
    Alberto Fernández, Argentina, presidente, vacinação, novo coronavírus, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar