17:29 27 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    4727
    Nos siga no

    Segundo Departamento de Estado norte-americano, companhias envolvidas na construção do Nord Stream 2 podem ser alvos de sanções por parte do governo dos EUA.

    Em um movimento de acirramento das tensões entre Rússia e EUA, o Departamento de Estado norte-americano deu um ultimato às empresas envolvidas na construção de um gasoduto ligando a Rússia à Alemanha, o Nord Stream 2 (Corrente do Norte 2).

    O secretário de Estado do governo Biden, Antony Blinken, publicou nesta quinta-feira (18) um apelo em uma rede social.

    O governo Biden deixou claro que o Nord Stream 2 é um mau negócio. Continuamos monitorando as atividades e alertamos que qualquer entidade envolvida no gasoduto Nord Stream 2 que correrá o risco de sofrer sanções. Estamos empenhados em cumprir a legislação do Congresso.

    Ele reafirmou a posição defendida pelo governo anterior, de Donald Trump, a de que o gasoduto "tem como objetivo dividir a Europa e enfraquecer a segurança energética". Moscou descreve o gasoduto como um projeto puramente econômico, alertando Washington para não o politizar.

    Um dos pontos em questão é o trajeto do Nord Stream 2, que corre em paralelo ao Nord Stream, já operacional: ao invés das tradicionais rotas pelo Leste Europeu, ele cruza o mar Báltico.

    Segundo os EUA, isso priva nações como Ucrânia dos dividendos obtidos com a passagem de gás natural por seus territórios, uma importante fonte de renda para alguns países.

    Segundo medidas aprovadas pelo Congresso dos EUA em 2019 e 2020, empresas relacionadas à construção do gasoduto podem sofrer sanções do Tesouro norte-americano.

    Antes das sanções entrarem em vigor, 20 empresas participantes do Nord Stream 2 deixaram a operação. Atualmente, faltam cerca de 100 km dos 1.230 km previstos. A expectativa é de que o gasoduto esteja operacional até o segundo semestre de 2021.

    • Navio-grua Akademik Chersky, apto a concluir a construção do gasoduto Nord Stream 2
      Navio-grua Akademik Chersky, apto a concluir a construção do gasoduto Nord Stream 2
      © Sputnik / Mikhail Golenkov
    • Dinamarca autoriza a construção do gasoduto Nord Stream 2. Trabalhador da companhia acelera os trabalhos na região de Leningrado, Rússia
      Dinamarca autoriza a construção do gasoduto Nord Stream 2. Trabalhador da companhia acelera os trabalhos na região de Leningrado, Rússia
      © Sputnik / Ilia Pitaev
    • Nord Stream 2 em construção no mar Báltico (foto de arquivo)
      Nord Stream 2 em construção no mar Báltico (foto de arquivo)
      © Sputnik / Aksel Shmidt
    • Navio Solitaire inicia os trabalhos de instalação do gasoduto Nord Stream 2 no golfo da Finlândia, em 5 de setembro de 2018
      Navio Solitaire inicia os trabalhos de instalação do gasoduto Nord Stream 2 no golfo da Finlândia, em 5 de setembro de 2018
    • Construção do Nord Stream 2 (Corrente do Norte 2) na Finlândia (foto de arquivo)
      Construção do Nord Stream 2 (Corrente do Norte 2) na Finlândia (foto de arquivo)
      © Foto / Nord Stream 2
    • Construção do projeto de gás Nord Stream 2
      Construção do projeto de gás Nord Stream 2
      © Sputnik / Sergei Guneev
    1 / 6
    © Sputnik / Mikhail Golenkov
    Navio-grua Akademik Chersky, apto a concluir a construção do gasoduto Nord Stream 2

    Mais:

    Berlim não exclui impor taxas ao gás dos EUA caso Washington continue a pressionar Nord Stream 2
    Construção do Nord Stream 2 deve ser terminada apesar das sanções dos EUA, diz Merkel
    Nord Stream 2 será finalizado apesar da pressão dos EUA, afirma MRE da Rússia
    Tags:
    EUA, Rússia, gasoduto, Nord Stream 2, Nord Stream, gás natural, usina de gás, Europa
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar