10:27 13 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    481
    Nos siga no

    O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, disse nesta quinta-feira (18) que os planos dos Estados Unidos em relação à Venezuela fracassaram, mas que causaram danos grandes na economia do país.

    Em pronunciamento veiculado na emissora estatal Venezolana de Televisión, Maduro citou o chefe do Comando Sul das Forças Armadas dos EUA, almirante Craig Faller, mas destacou que a ofensiva gerou consequências devastadoras na economia venezuelana.

    "Craig Faller declara diretamente que eles falharam, ele diz que eles falharam, mas que seu objetivo era destruir a economia da Venezuela e eles causaram grandes danos", disse Maduro.

    A declaração de Maduro ocorre após Faller dizer à Comissão de Serviços Armados do Senado dos EUA, na quarta-feira (18), que os Estados Unidos impuseram pesadas sanções "ao país bolivariano a fim de perseguir a destruição da economia venezuelana".

    Chefe do Comando Sul dos EUA, almirante Craig Faller
    © AP Photo / Lynne Sladky
    Chefe do Comando Sul dos EUA, almirante Craig Faller

    O presidente venezuelano destacou que desde 2015 seu país enfrenta uma guerra econômica.

    "Desde 2015, uma guerra econômica implacável, contra um país inteiro, contra a Venezuela, uma guerra econômica produto de sanções criminosas, cruéis e assassinas", declarou Maduro.

    Essas medidas, garantiu o presidente, afetaram a qualidade de vida dos venezuelanos nos últimos seis anos, e afirmou que entre 2004 e 2014 a população testemunhou um aumento do investimento social através dos lucros gerados pelo petróleo.

    Desde 2017, o governo dos Estados Unidos aplicou inúmeras sanções contra as principais indústrias da Venezuela, gerando uma queda acentuada no Produto Interno Bruto do país.

    Tags:
    Comando Sul dos EUA, Craig Faller, América do Sul, economia, sanções econômicas, sanções, Estados Unidos, Venezuela, Nicolás Maduro
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar