11:55 17 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    Pandemia de COVID-19 no mundo no início de março de 2021 (94)
    1100
    Nos siga no

    O presidente venezuelano, Nicolás Maduro, afirmou que está se sentindo bem após ter recebido a primeira dose da vacina russa Sputnik V contra a COVID-19, com sua esposa Cilia Flores.

    Maduro relatou "sonolência", que foi sucedida por bem-estar pleno.

    "Me senti sonolento […] e depois senti tontura, descansei e agora me sinto 100%", informou Maduro em uma declaração ao vivo transmitida pelo Twitter no domingo (7).

    No mês passado, a Venezuela recebeu as primeiras 100 mil doses da vacina russa, tendo ambos os países chegado a um acordo em dezembro do ano passado, em como a Rússia forneceria cerca de dez milhões de doses da Sputnik V.

    A Sputnik V é, atualmente, a segunda vacina mais importada no mundo, depois da vacina da AstraZeneca, estando os imunizantes da Pfizer e da Moderna em terceiro e quarto lugares, respectivamente. A vacina russa foi registrada para uso emergencial em 46 países, donos de uma população de 1,2 bilhão de pessoas.

    Adicionalmente, é importante voltar a sublinhar que a revista de medicina The Lancet conferiu aos resultados da terceira fase de testes clínicos da Sputnik V uma eficácia de 91,6%.

    Tema:
    Pandemia de COVID-19 no mundo no início de março de 2021 (94)

    Mais:

    COVID-19: Itália pede que UE aprove uso da Sputnik V em breve
    EUA e UE seguem política de sanções com 'mentiras ideologizadas', diz chanceler da Venezuela
    Venezuela insta Reino Unido a 'deixar de interferir' nos assuntos internos do país
    Tags:
    Sputnik V, vacina, COVID-19, Nicolás Maduro, Rússia, Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar