01:15 14 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    Pandemia de COVID-19 no mundo no início de março de 2021 (94)
    0 20
    Nos siga no

    A taxa de desemprego na América Latina subiu 2,6 pontos percentuais no ano passado em relação a 2019, o que reflete os impactos da pandemia de COVID-19 na economia regional.

    O total do desemprego na região é de 10,7%. Os números são da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL), que divulgou os dados nesta quinta-feira (4), no relatório anual Panorama Social da América Latina 2020.

    A diretora-executiva da CEPAL destacou que a queda generalizada do emprego na região teve um impacto maior nas mulheres, bem como trabalhadores informais, jovens e imigrantes.

    A Comissão destacou a necessidade de um compromisso para recuperar a economia da região com igualdade de gênero.

    "É urgente investir no cuidado para enfrentar a crise, garantir o direito de cuidar e receber atendimento, além de reativar a economia na perspectiva da igualdade e do desenvolvimento sustentável", disse a mexicana Alicia Bárcena, diretora-executiva do CEPAL.

    No Brasil, o desemprego subiu 7,8% com relação a 2019. Em números absolutos, são 2,6 milhões de empregos formais a menos em 2020.

    Tema:
    Pandemia de COVID-19 no mundo no início de março de 2021 (94)

    Mais:

    Números de Guedes não refletem realidade sobre emprego no Brasil, avalia socióloga
    Metade dos profissionais especializados da cultura perdeu o emprego no último ano no Brasil
    Efeito Paulo Guedes: Brasil tem recorde de IPOs e emissões de ações em 2021
    Guedes diz que Brasil pode virar Argentina ou Venezuela: 'É graças a ele', avalia economista
    Tags:
    COVID-19, economia, Brasil, América Latina, Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal), Cepal, desemprego
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar