23:28 02 Agosto 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    Coronavírus no mundo no final de fevereiro de 2021 (71)
    0 30
    Nos siga no

    País é o único sul-americano com mais de 10% de seus habitantes imunizados contra a COVID-19.

    Após ter enfrentado uma grave crise governamental nos últimos dois anos, o governo chileno tornou-se motivo de debate na imprensa internacional nos últimos meses por outra razão: o sucesso do país na imunização contra a COVID-19.

    De acordo com reportagem do Estado de São Paulo, o bom planejamento na compra de imunizantes contra a COVID-19 e a centralização das decisões fizeram com que o país garantisse doses suficientes para vacinar duas vezes sua população.

    No momento, o Chile é o único país da América do Sul com mais de 10% de seus habitantes vacinados. Em 21 dias, mais de três milhões de habitantes haviam recebido a vacina – ao menos a primeira dose.

    O plano, diz o governo, é chegar a cinco milhões de vacinados, um quarto da população de 19 milhões de habitantes, até o fim de março, e 15 milhões até o fim de julho.

    Com 15% da população vacinada, o Chile está atrás apenas de Israel (49%), Reino Unido (25%) e Bahrein (16%) quando o assunto é vacinação mundial.

    A maior parte das vacinas administradas pelo governo foi adquirida da chinesa Sinovac. O país também trabalha com a AstraZeneca, a Pfizer e a Johnson & Johnson.

    Dr. Gustavo Romero, do Hospital Universitário de Brasília (HUB), apresenta a vacina experimental Sinovac
    © AP Photo / Eraldo Peres
    Dr. Gustavo Romero, do Hospital Universitário de Brasília (HUB), apresenta a vacina experimental Sinovac

    Tema:
    Coronavírus no mundo no final de fevereiro de 2021 (71)

    Mais:

    Chile anuncia incorporação da tecnologia 5G
    Chile autoriza importação do medicamento russo Avifavir contra COVID-19
    Nova Constituição do Chile terá participação garantida para indígenas
    Tags:
    COVID-19, Chile, imunização, América Latina, Vacina CoronaVac, novo coronavírus
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar