13:54 11 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    1317
    Nos siga no

    O senador republicano, Tom Cotton, declarou nesta quinta-feira (18) que os Estados Unidos devem acabar com a dependência econômica de Pequim nesta nova era da Guerra Fria para deter a ascensão da China.

    Cotton apresentou um relatório que pede uma "dissociação seletiva" da economia chinesa e cortes massivos no número de estudantes chineses nos Estados Unidos.

    "O maior desafio de política externa que os Estados Unidos enfrentam é a nossa nova Guerra Fria com a China; precisamos parar a ascensão da China", disse Cotton em um podcast da Fundação Reagan ao apresentar um relatório sobre como combater Pequim.

    Em particular, ele exigiu o fim da concessão de vistos a estudantes chineses para fazerem estudos de pós-graduação em ciência e tecnologia.

    ​Cotton também pediu a punição de supostos violadores dos direitos humanos e empresas chinesas que roubam propriedade intelectual dos EUA.

    "Uma nação como os Estados Unidos, que depende da China para medicamentos essenciais e suprimentos médicos, bem como os itens necessários para seus dispositivos de alta tecnologia e para manter seus aviões de combate no céu, não é segura e nem é uma superpotência, disse Cotton.

    Mais:

    Biden no G7: China e COVID-19 serão os temas centrais dos EUA no encontro
    Esperando pela 5G? EUA e China já estão competindo pela rede 6G
    Poderiam EUA convencer Filipinas a ajudá-los a conter China no Indo-Pacífico?
    EUA e China estão no caminho para a dissociação econômica 'inevitável', diz relatório
    Tags:
    Partido Republicano, economia, senador, Guerra Fria, China, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar