07:50 28 Fevereiro 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    134
    Nos siga no

    O Canadá impôs sanções contra nove funcionários de Mianmar, entre eles o general que comanda o país, Min Aung Hlaing, em resposta ao golpe de Estado realizado pelas Forças Armadas no início de fevereiro.

    O Ministério das Relações Exteriores do Canadá afirmou em um comunicado divulgado nesta quinta-feira (18) que essas medidas foram tomadas em coordenação com o Reino Unido, uma semana depois de os Estados Unidos sancionarem dez indivíduos e três entidades de Mianmar.

    "Marc Garneau, ministro das Relações Exteriores, anunciou hoje [quinta-feira, 18] que, em resposta ao golpe de Estado em Mianmar, o Canadá impõe sanções contra nove oficiais militares de Mianmar, em virtude do Regulamento de Medidas Econômicas Especiais [Mianmar]", diz o texto.

    Em coordenação com o Reino Unido, o Canadá anuncia sanções contra oficiais militares em resposta ao golpe de Estado em Mianmar. Junto com nossos parceiros internacionais, estamos solidários ao povo de Mianmar e às suas aspirações por um futuro democrático

    Entre os indivíduos sancionados estão também o vice de Hlaing, Soe Win, o ministro do Interior, tenente-general Soe Htut, e o integrante do Conselho de Administração do Estado e comandante em chefe da Marinha de Mianmar, Tin Aung San.

    Soldados de Mianmar circulam em torno do parlamento em Naypyidaw
    © REUTERS / Stringer
    Soldados de Mianmar circulam em torno do parlamento em Naypyidaw

    As sanções preveem o congelamento de todos os ativos que os indivíduos designados possam ter no Canadá, e proíbem os canadenses de realizar transações financeiras com os mesmos.

    No dia 1º de fevereiro, os militares de Mianmar derrubaram o governo e declararam o estado de emergência por um ano.

    Além disso, os militares detiveram a conselheira de Estado Aung San Suu Kyi e o presidente Win Myint, junto com outros funcionários do alto escalão do governo civil, aos quais acusam de fraude eleitoral.

    Mais:

    Austrália, EUA, Reino Unido e Canadá criticam prisões em massa em Hong Kong
    China retruca acusação de estar 'ameaçando' Canadá: deve 'abandonar mentalidade da Guerra Fria'
    Canadá vai doar cerca de R$ 9,5 milhões para opositores de Lukashenko na Bielorrússia
    Tags:
    sanções, Canadá, golpe de Estado, golpe militar, Exército de Mianmar, Mianmar
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar