06:43 12 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    177
    Nos siga no

    O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, conversou com o presidente dos EUA, Joe Biden, pela primeira vez depois que este assumiu seu cargo no mês de janeiro.

    Os líderes discutiram, em conversa por telefone nesta quarta-feira (17), a cooperação em várias áreas e questões regionais, informou o Gabinete do premiê israelense em comunicado.

    "O primeiro-ministro Benjamin Netanyahu falou esta noite com o presidente dos EUA Joe Biden. A conversa foi muito calorosa e amigável e durou aproximadamente uma hora. Os dois líderes lembraram sua conexão pessoal de longa data e disseram que trabalhariam juntos para continuar a fortalecer a aliança inabalável entre Israel e EUA", diz o comunicado.

    Ainda de acordo com o documento, "Biden e Netanyahu discutiram o futuro avanço dos acordos de paz, a ameaça iraniana e os desafios regionais.

    Presidente dos EUA, Joe Biden, durante reunião com líderes democratas na Casa Branca, Washington, EUA, 5 de fevereiro de 2021
    © REUTERS / Kevin Lamarque
    Presidente dos EUA, Joe Biden, durante reunião com líderes democratas na Casa Branca, Washington, EUA, 5 de fevereiro de 2021

    Logo depois de o Gabinete israelense se manifestar, Biden também informou que falou por telefone com o primeiro-ministro israelense e qualificou a conversa como "boa".

    "Boa conversa", disse Biden a repórteres, mas não deu detalhes sobre os tópicos que discutiu com Netanyahu.

    Mais:

    Líder do Hezbollah ameaça Israel: 'Verá coisas que nunca viu desde seu estabelecimento como nação'
    Após impasse com Israel, 1.000 vacinas doadas pela Rússia entram em Gaza
    Há chances de Rússia e EUA reduzirem seus arsenais estratégicos? Ex-diplomata avalia possibilidades
    Enquanto os EUA pedem diplomacia, Irã exige 'ação, não palavras' no retorno ao acordo nuclear
    Tags:
    relações internacionais, relações exteriores, Benjamin Netanyahu, Joe Biden, israel, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar