18:23 19 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    Pandemia da COVID-19 no mundo em meados de fevereiro de 2021 (110)
    0 10
    Nos siga no

    O presidente dos EUA, Joe Biden, disse que a orientação dos Centros para Controle e Prevenção de Doenças (CDC) sobre a reabertura de escolas na pandemia é "a melhor evidência científica disponível".

    "Como muitos estados continuam a seguir a recomendação dos CDC de priorizar professores para vacinação, exorto todos os estados a fazerem o mesmo", disse Biden em comunicado, depois que a agência de saúde pública dos EUA recomendou o uso de máscara universal e o distanciamento físico para que as crianças voltem à sala de aula, segundo publicou a Reuters.

    "Acreditamos que, com as estratégias que apresentamos, não haverá transmissão limitada nas escolas se for seguida", disse a diretora do CDC, Rochelle Walensky, a jornalistas, observando que o CDC não determinava a reabertura das escolas.

    A agência também disse que a reabertura de escolas não deve ser condicionada ao acesso dos professores às vacinas contra a COVID-19, mas recomenda que os estados dos EUA priorizem professores e funcionários das escolas para a vacinação.

    Escola Secundária Topsail localizada no estado da Carolina do Norte, EUA (foto de arquivo)
    Escola Secundária Topsail localizada no estado da Carolina do Norte, EUA (foto de arquivo)

    Biden prometeu reabrir a maioria das escolas de ensino fundamental dentro de cem dias após assumir o cargo em 20 de janeiro. Ele elogiou a orientação dos CDC e enfatizou os problemas decorrentes do fechamento contínuo de escolas, incluindo problemas de saúde mental das crianças e êxodo de pais da força de trabalho.

    "Sacrificamos muito no ano passado. Mas a ciência nos diz que, se apoiarmos nossos filhos, educadores e comunidades com os recursos de que precisam, podemos levar as crianças de volta à escola com segurança em mais partes do país mais cedo", disse Biden em um comunicado.

    Apenas 44% dos distritos escolares dos EUA ofereciam aprendizagem totalmente presencial em dezembro de 2020 e 31% estavam operando todos remotamente, de acordo com o Center for Reinventing Public Education (Centro de Reinvenção da Educação Pública), que pesquisou 477 dos quase 13.000 distritos escolares do país. Outros distritos usaram um modelo de aprendizagem híbrido, no qual os alunos frequentam alguns dias letivos presencialmente e outros virtualmente.

    Tema:
    Pandemia da COVID-19 no mundo em meados de fevereiro de 2021 (110)

    Mais:

    Violação 'flagrante': submarino nuclear dos EUA está perto das Malvinas, diz governador argentino
    Relatora da ONU pede que sanções unilaterais dos EUA e UE contra Venezuela sejam suspensas
    EUA não descartam novas medidas contra Rússia por 'violação dos direitos humanos'
    Tags:
    EUA, governo, saúde, educação, pandemia, COVID-19, novo coronavírus, aulas
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar