05:46 14 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    3163
    Nos siga no

    A emergência nacional foi declarada pelo ex-presidente Donald Trump, em 2019, para alocar fundos para a construção de um muro na fronteira sul dos Estados Unidos, que foi uma das principais promessas do republicano durante a campanha nas eleições de 2016.

    O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, determinou o fim da emergência nacional na fronteira EUA-México. Em carta aos presidentes da Câmara e do Senado norte-americano, publicada no site oficial da Casa Branca, Biden afirmou que a situação era "injustificada".

    "Afirmo ao Congresso que a emergência nacional declarada pela Proclamação 9844, e que foi prorrogada em 13 de fevereiro de 2020 e em 15 de janeiro de 2021, está encerrada e que as autoridades presentes nesta proclamação não serão mais convocadas para construir um muro na fronteira sul", diz a carta.

    Seu antecessor, Donald Trump, declarou a emergência nacional na fronteira sul, em 2019, para alocar fundos para a construção de um muro na fronteira. Poucos dias antes de deixar a Casa Branca, o republicano prolongou o estado de emergência até 2022.

    Imigrante ajuda a levar a bandeira norte-americana à fronteira entre o México e os EUA, depois de ter ultrapassado a polícia mexicana na fronteira. A construção de um muro fronteiriço entre os EUA e o México mais fortificado foi uma das promessas da campanha eleitoral de Trump de 2016
    © AP Photo / Ramon Espinosa
    Imigrante ajuda a levar a bandeira norte-americana à fronteira entre o México e os EUA, depois de ter ultrapassado a polícia mexicana na fronteira. A construção de um muro fronteiriço entre os EUA e o México mais fortificado foi uma das promessas da campanha eleitoral de Trump de 2016

    Logo em seu primeiro dia na presidência, Biden assinou ordens executivas para encerrar a construção do muro na fronteira EUA-México e anular a chamada "proibição de viagens muçulmanas".

    Construir um muro na fronteira EUA-México foi uma das principais promessas de campanha de Trump. O republicano disse, reiteradamente, que o muro ajudaria a conter a imigração ilegal e o tráfico de pessoas e de drogas. O ex-presidente havia garantido que o México financiaria o projeto, o que não ocorreu.

    Mais:

    MRE russo para EUA e OTAN: Rússia não fará mais concessões unilaterais para controle de armas
    Lancet critica 'impactos devastadores' da era Trump e neoliberalismo nos EUA na resposta à COVID-19
    EUA planejam equipar neste ano 1ª unidade com capacidade hipersônica, mas sem mísseis até 2023
    Tags:
    imigração ilegal, imigração, Joe Biden, Donald Trump, muro, México, Estados Unidos, fronteira
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar