04:37 04 Março 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    0 54
    Nos siga no

    O presidente Joe Biden anunciou nesta quarta-feira (10) sanções dos EUA contra líderes militares de Mianmar, que tomaram o poder no país na última semana.

    Após as alegações de que as recentes eleições gerais em Mianmar sofreram fraude, os generais militares do país tomaram o poder em um golpe e optaram por impor um estado de emergência de um ano.

    O presidente dos EUA, Joe Biden, já havia anunciado anteriormente que seu governo apresentaria sanções contra vários líderes militares em Mianmar

    Segundo informações do portal Asia Nikkei, Biden aprovou uma nova ordem executiva para congelar os ativos dos EUA que beneficiam os militares de Mianmar, além de controle sobre as exportações e outras medidas.

    Assista ao vivo: presidente Biden faz comentários sobre a resposta do governo dos EUA ao golpe de Mianmar.

    "O governo dos EUA está tomando medidas para evitar que os generais tenham acesso indevido a US$ 1 bilhão (cerca de R$ 5 bilhões) de fundos do governo birmanês mantidos nos Estados Unidos".

    "Os militares devem abrir mão do poder que apreenderam e demonstrar respeito pela vontade do povo em Burma, expressa em sua eleição de 8 de novembro", disse Biden.

    "Hoje [10], eu aprovei uma nova ordem executiva que nos permite sancionar imediatamente os líderes militares que dirigiram o golpe, seus interesses comerciais e também familiares próximos", disse Biden, que acrescentou que haverá "um forte controle às exportações".

    "Na medida em que os protestos crescem, a violência contra aqueles que afirmam seus direitos democráticos é inaceitável e vamos continuar a convocá-la. O povo da Birmânia está fazendo ouvir suas vozes e o mundo está assistindo", finalizou.

    Soldados de Mianmar circulam em torno do parlamento em Naypyidaw
    © REUTERS / Stringer
    Soldados de Mianmar circulam em torno do parlamento em Naypyidaw

    Mais:

    Associação de presos políticos em Mianmar reporta 133 detidos após golpe militar
    Milhares vão às ruas de Mianmar em protesto contra o golpe militar no país (FOTOS, VÍDEOS)
    Reino Unido e UE querem sessão do Conselho de Direitos Humanos da ONU para debater crise em Mianmar
    Tags:
    golpe de Estado, golpe militar, golpe, Exército de Mianmar, Mianmar, sanções, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar