02:47 09 Março 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    Situação mundial da COVID-19 no início de fevereiro de 2021 (80)
    0 70
    Nos siga no

    O governo do Chile acelerou as negociações com o Centro Gamaleya para obter a vacina russa Sputnik V contra a COVID-19 ainda neste semestre, informou o MRE chileno ao jornal El Mercurio.

    As autoridades da chancelaria chilena e do Centro Gamaleya se reuniram de forma telemática na semana passada, e o laboratório russo se comprometeu a mandar os portfólios de evidência para que o Instituto de Saúde Pública do Chile possa começar a adiantar as análises correspondentes.

    "O governo do Chile avançou nas conversas com o Centro Nacional de Pesquisa de Epidemiologia e Microbiologia Gamaleya para firmar um acordo que permita importar doses durante este semestre", detalhou o jornal local.

    O Chile aprovou o uso emergencial da vacina chinesa CoronaVac, e também da americana Pfizer e da britânica AstraZeneca. Até esta terça-feira (9), o país já vacinou 651.266 pessoas.

    Desde o dia 11 de março de 2020, a Organização Mundial da Saúde (OMS) classifica como pandemia o surto da doença causada pelo novo coronavírus, a COVID-19, que foi detectada pela primeira vez no fim de 2019.

    O Chile, por sua vez, já diagnosticou 758.189 casos de COVID-19 desde o início da pandemia, com 19.084 óbitos causados pela doença, segundo o mapa elaborado pela universidade norte-americana Johns Hopkins.

    Tema:
    Situação mundial da COVID-19 no início de fevereiro de 2021 (80)

    Mais:

    Chile aprova uso emergencial da vacina da Pfizer e BioNTech contra COVID-19
    Justiça determina prisão de policial que matou artista de rua no sul do Chile (FOTOS, VÍDEOS)
    México e Chile dão início à vacinação contra a COVID-19
    Tags:
    vacinação, COVID-19, Sputnik V, Chile
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar