15:16 25 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    0 50
    Nos siga no

    O candidato Andrés Arauz, que lidera a apuração no primeiro turno das eleições presidenciais no Equador, disse hoje (7) que vai esperar os resultados oficiais do pleito, mas destacou que se trata de um dia de vitória.

    "Temos que respeitar absolutamente o processo democrático e esperar que tenhamos os resultados oficiais por parte do Conselho Nacional Eleitoral. Acreditamos que é prudente ter cautela por se tratar apenas dos resultados de uma pesquisa", disse Arauz, um economista de 35 anos que é apoiado pelo ex-presidente Rafael Correa, em um pronunciamento no qual não foram permitidas perguntas dos jornalistas.

    Venceu o amor, a esperança, o futuro.

    O candidato acrescentou que contou com um apoio esmagador em todo o país e que, quando os números oficiais forem apresentados, o resultado será ainda mais favorável do que as pesquisas de boca de urna, que lhe dão uma diferença de aproximadamente 15 pontos percentuais para seu rival mais próximo, o ex-banqueiro Guillermo Lasso, e indicam a realização de um segundo turno.

    "Temos um apoio esmagador de mais de 65%", garantiu Arauz, que convocou seus militantes que estão nos recintos eleitorais a cuidarem dos votos e a se manterem firmes nas mesas de votação, até que todo o processo de apuração seja concluído.
    As pessoas fazem fila do lado de fora de uma seção eleitoral para votar durante as eleições presidenciais em Olmedo, Equador.
    © REUTERS / Cecilia Puebla
    As pessoas fazem fila do lado de fora de uma seção eleitoral para votar durante as eleições presidenciais em Olmedo, Equador.

    O candidato presidencial da coalizão de esquerda União pela Esperança disse que seu movimento político mobilizou cerca de 36.000 pessoas em todo o país, com uma grande equipe e com sofisticação tecnológica para evitar qualquer tipo de manipulação dos resultados.

    "Estamos prontos para retomar os destinos de nossa pátria. Estamos prontos para trabalhar por nosso país, trabalhar por nossa pátria após este triunfo contundente que nos foi dado pelo povo equatoriano", frisou Arauz, ao acrescentar que, assim que saírem os resultados oficiais, os militantes de seu partido vão festejar pelo país. 

    Mais:

    Volta da Unasul? Candidato a presidente no Equador promete relançar organismo
    Avião presidencial do Equador faz pouso de emergência nos EUA
    Após Peru, Equador mobiliza tropas para fronteira visando frear imigração ilegal (VÍDEO, FOTOS)
    Tags:
    Equador, eleições, votação, apuração
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar