03:39 01 Março 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    114
    Nos siga no

    Uma policial de Nova York foi flagrada em vídeo usando adesivos pró-Trump. Um manifestante afirmou que toda a força policial é "exército de Trump" e que a policial em causa é "terrorista doméstica".

    Em uma manifestação do movimento Vidas Negras Importam (Black Lives Matter) em Brooklyn, na sexta-feira (5), uma agente da polícia da cidade foi filmada usando dois adesivos pró-Trump em seu colete. Um mostrava um crânio estilizado do personagem de quadrinhos The Punisher com o cabelo de Trump, enquanto o outro tinha uma imagem semelhante junto com o nome de Trump e a frase "tornar a aplicação da lei grande novamente".

    "Onde estava você em 6 de janeiro?", perguntou-lhe um outro participante do ato referindo-se à invasão ao Capitólio ocorrida nesse dia. O manifestante chamou à policial de "terrorista doméstica", sendo acompanhado por outros presentes.

    A polícia não está aqui para nos ajudar ou nos proteger. Eles se veem como o exército de Trump

    Confira a sargento Dana M. Martillo da Polícia de Nova York - aqui com os adesivos de Trump em seu colete na noite passada. Emblema político no uniforme é contra a política do departamento. E ela está usando a máscara do jeito errado…

    Enfurecidos, vários liberais tomaram as redes sociais no sábado (6) para atacar a Polícia de Nova York que, supostamente, proíbe os oficiais de usarem qualquer emblema (ou acessório) que faça uma declaração política enquanto estiverem de uniforme, considerando que a policial em causa é uma "supremacista branca".

    A Polícia de Nova York reconheceu o vídeo após uma onda de críticas e disse que a oficial "recebeu uma punição inicial" por "usar um emblema de orientação política". De igual modo, a polícia confirmou que uma investigação sobre o sucedido está em andamento.

    "Os membros da Polícia de Nova York devem permanecer apolíticos - isso é essencial para a confiança pública e a capacidade dos oficiais de desempenharem suas funções", escreveu o comissário de Polícia de Nova York Dermot Shea.

    Mais:

    Irã: mudança dos EUA sobre Iêmen pode ser 'passo para corrigir erros anteriores'
    Cientistas russos encontram anticorpos para SARS-CoV-2 mais fortes que os do tratamento de Trump
    Japão protesta contra 'incursão' da China perto de ilhas disputadas entre os países
    Tags:
    liberalismo, trumpismo, manifestação, Departamento de Polícia de Nova York, EUA, Nova York
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar