02:31 09 Março 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    1 0 0
    Nos siga no

    As alegações de Donald Trump sobre fraude nas eleições presidenciais de novembro de 2020 e a invasão do Capitólio em Washington custaram aos contribuintes americanos US$ 519 milhões (R$ 2,786 bilhões), revela o The Washington Post.

    As despesas cresciam diariamente uma vez que as agências governamentais em todos os níveis foram forçadas a utilizar fundos públicos para responder às ações judiciais de Trump e seus apoiadores, de acordo com uma revisão dos registos de despesas locais, estaduais e federais, e após várias entrevistas com funcionários do governo.

    As despesas incluem taxas legais motivadas por dezenas de processos judiciais, reforço de segurança e os reparos dispendiosos que foram necessários depois da invasão do Capitólio em Washington.

    Esse ataque forçou a colocação de milhares de soldados da Guarda Nacional nas ruas da capital americana em meio a receios de mais violência extremista.

    Soldados da Guarda Nacional dos EUA em frente ao Capitólio, enquanto democratas discutem impeachment de Trump
    © REUTERS / Joshua Roberts
    Soldados da Guarda Nacional dos EUA em frente ao Capitólio, enquanto democratas discutem impeachment de Trump

    O estado norte-americano da Pensilvânia, por exemplo, pagou até US$ 480 por hora (R$ 2.577) a advogados externos para trabalharem nos processos sobre fraude eleitoral iniciados por Trump.

    Segundo cálculos do jornal, a implantação de tropas da Guarda Nacional até meados de março custou mais de US$ 480 milhões (R$ 2,577 bilhões). Mais US$ 28 milhões (R$ 150,3 milhões) foram gastos na segurança durante a posse do presidente dos EUA Joe Biden.

    Em 6 de janeiro, apoiadores de Trump invadiram o Congresso dos EUA para protestar contra a certificação dos votos do Colégio Eleitoral no democrata Joe Biden, que prevaleceu sobre o então presidente nas eleições de 3 de novembro. O episódio deixou cinco mortos, provocou a detenção de vários invasores, bem como elevados danos materiais.

    Mais:

    Sete mil membros da Guarda Nacional permanecerão em Washington até impeachment de Trump, diz midia
    Advogados deixam equipe de Trump pouco mais de 1 semana antes do julgamento de impeachment, diz CNN
    Registros de visitantes de Trump são selados até 2026 ante apurações sobre invasão ao Capitólio
    Tags:
    Washington, DC, Guarda Nacional dos EUA, invasão, Capitólio dos EUA, Donald Trump, impeachment
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar