10:43 24 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    2174
    Nos siga no

    Guiana volta atrás no acordo com Taiwan para abertura de representação diplomática no país sul-americano depois que China advertiu o país dizendo que a ação seria "um erro".

    Na manhã de quinta-feira (4), o Ministério das Relações Exteriores de Taiwan anunciou que havia assinado um acordo com a Guiana em 11 de janeiro para abrir um escritório de representação diplomática no país, segundo a CNN.

    No entanto, logo após o enunciado, o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Wang Wenbin, respondeu à medida dizendo que a China espera que a Guiana não tenha laços oficiais com Taiwan, conclamando o país a "tomar medidas para corrigir seu erro", de acordo com a mídia.

    Poucas horas após a resposta da China, o Ministério das Relações Exteriores da Guiana disse que estava revogando o acordo.

    "O governo não estabeleceu relações diplomáticas ou relações com Taiwan e, como resultado da falta de comunicação do acordo assinado, este foi rescindido", diz a declaração da Guiana, citada pela CNN.

    A Guiana tradicionalmente tem laços estreitos com a China. Recentemente, o país começou a desenvolver reservas offshore de petróleo e está estrategicamente localizada ao lado da Venezuela devastada por conflitos, um importante aliado chinês com o qual a Guiana vive disputa territorial.

    Pequim reivindica total soberania sobre Taiwan e vem, constantemente, fazendo advertências a todos os países que demonstram parceria ou relações amigáveis com a ilha.

    Mais:

    Após interceptar navios, Venezuela acusa Guiana de 'tentar fabricar um conflito na região'
    Primeiro-ministro da Guiana acusa EUA de terror 'diplomático' contra o país
    Venezuela propõe à Guiana retomar o diálogo sobre disputas territoriais
    Tags:
    advertência, Guiana, Taiwan, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar