22:48 25 Fevereiro 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    11428
    Nos siga no

    A administração de Joe Biden ameaça buscar uma linha "mais firme e eficaz" contra a Rússia. A declaração é do conselheiro de Segurança Nacional da Casa Branca, Jake Sullivan, nesta quinta-feira (4).

    A Casa Branca voltou a acusar a Rússia de intervir nas eleições norte-americanas, destacando que a nova administração dos EUA acredita que impor a Moscou "custos e consequências terá um impacto no comportamento futuro da Rússia".

    "Ao contrário da administração anterior, tomaremos medidas para responsabilizar a Rússia pela gama de atividades maléficas que realizou", destacou o conselheiro da Casa Branca.

    "Isso inclui interferir na democracia da América, inclui o envenenamento de cidadãos em solo europeu com armas químicas, inclui ataques de hackers que você acabou de se referir e muitas outras coisas também", acrescentou Sullivan, em resposta a um jornalista.

    ​Ao mesmo tempo, Sullivan reconheceu que os Estados Unidos, de qualquer forma, não conseguiriam fazer com que a Rússia renunciasse absolutamente a todas as medidas contra as quais Washington se opõe.

    "Gostaria de reiterar que isso não exclui a capacidade de trabalhar com a Rússia quando isso atender aos nossos interesses. Podemos fazer várias coisas simultaneamente", disse Sullivan.

    De acordo com ele, o acordo entre EUA e Rússia sobre a extensão do Novo START, que entrou em vigor na última quarta-feira (3), atende plenamente aos interesses da segurança nacional norte-americana.

    A Rússia repetidamente rechaçou as conclusões de Washington sobre o suposto envolvimento de Moscou no recente ciberataque nos Estados Unidos por meio do software da empresa SolarWinds, assim como negou qualquer interferência nos processos eleitorais americanos.

    Mais:

    Analista explica por que defesa antimíssil dos EUA será 'coador' contra mísseis balísticos russos
    'Não acredito que generais dos EUA consideram uma guerra nuclear com Moscou', diz embaixador russo
    Putin estende tratado Novo START por 5 anos
    Pentágono afirma que extensão do tratado Novo START é início de um esforço conjunto
    Tags:
    eleições, eleição, Joe Biden, Jake Sullivan, Casa Brasil, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar