07:48 28 Fevereiro 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    4016
    Nos siga no

    O jornal The New York Times enfatizou que EUA impuseram repetidamente sanções contra Rússia, China e Irã, mas não conseguiram forçá-los a se submeter à vontade de Washington. Para o governo Biden, Rússia já está "bem sancionada".

    Principais assessores do presidente dos EUA Joe Biden ressaltaram a possibilidade de sanções não serem mais a principal estratégia norte-americana contra Rússia, e sim "trabalho duro para pressão coordenada com aliados", de acordo com o artigo publicado pelo The New York Times.

    Segundo o jornal, "quando os Estados Unidos condenaram a sentença do sr. Navalny [...] houve reconhecimento entre os principais assessores do sr. Biden de que, nas palavras de um deles, quando se trata do Kremlin, [Rússia] já está 'bem sancionada'".

    Os assessores de Biden afirmam que agora a diferença é que os EUA "vão trabalhar duro para pressão coordenada com aliados, que tiveram suas visões amplamente ignoradas por Trump durante últimos quatro anos", conforme mídia.

    Joe Biden, no caso da Rússia, pode "observar algumas novas possibilidades", em vez de sanções ordinárias dos Estados Unidos.

    Anteriormente, senadores norte-americanos apesentaram ao Congresso um projeto de lei para imposição de sanções contra a Rússia devido à sentença ao opositor russo Aleksei Navalny. A lei oferece à administração dos EUA determinar se a Rússia violou as normas internacionais do uso de arma biológicas. O mesmo deve ser feito sobre o caso de assassinato do político Boris Nemtsov.

    Se a administração Biden decidir que alguns funcionários russos violaram a lei internacional, a lei propõe sanções contra eles.

    Mais:

    EUA retiram sanções contra transações essenciais para operações de portos e aeroportos na Venezuela
    Moscou diz que posição do Ocidente sobre Navalny representa interferência nos assuntos russos
    Maduro: não obstante sanções dos EUA, Venezuela tem mais de 200 pedidos de investimento estrangeiro
    'Histeria ocidental' sobre caso Navalny está ficando fora de controle, diz Lavrov
    'Democracia sob ataque': Biden ameaça reimpor sanções a Mianmar após golpe militar
    Tags:
    Aleksei Navalny, Washington, sanções, Rússia, Joe Biden, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar