01:41 06 Agosto 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    1114
    Nos siga no

    O presidente da Guiana, Irfaan Ali, afirmou que não restabelecerá as relações com o país fronteiriço até que sejam liberados os navios que estão em território venezuelano.

    A Venezuela afirmou em nota que rejeita as "lamentáveis" palavras do presidente da Guiana, Irfaan Ali, que garantiu que não restabelecerá as relações com o país fronteiriço até que sejam liberados os navios que estão em território venezuelano.

    "A Venezuela rejeita de forma enérgica e enérgica as lamentáveis ​​palavras do presidente da República Cooperativa da Guiana, pronunciadas em 30 de janeiro de 2021, com as quais busca fabricar um conflito na região, faltando abertamente com a verdade e o cumprimento do direito internacional", lê-se no comunicado divulgado no domingo (31) pelo Ministério das Relações Exteriores venezuelano.

    No dia 21 de janeiro, os barcos pesqueiros Nady Nayera e Sea Wolf foram interceptados pela Venezuela após uma "incursão ilegal em seu território", segundo Caracas. Esta versão foi negada por Georgetown, que afirmou que os navios foram detidos dentro da Zona Econômica Exclusiva da Guiana.

    Território de Essequibo - área sob disputa entre Guiana e Venezuela
    Telesur
    Território de Essequibo - área sob disputa entre Guiana e Venezuela

    No dia 7 de janeiro, Nicolás Maduro, assinou um decreto que estabelece a formação de um novo território marítimo na costa atlântica a fim de proteger os territórios do país pela disputa territorial que mantém com a Guiana por Essequibo.

    Recentemente, tropas dos EUA realizaram exercícios militares com a Guiana perto da fronteira venezuelana.

    Mais:

    Oxigênio da Venezuela: doação ao Brasil reflete ideia chavista de integração, aponta pesquisador
    Venezuela detém 19 suspeitos de tentar traficar 4,2 toneladas de cocaína
    Presidente do Parlamento da Venezuela anuncia prisão de 'mercenário' da incursão militar falha
    Venezuela desmente rumores e mostra caças F-16 totalmente operacionais no país (VÍDEO)
    Tags:
    Venezuela, Guiana, embarcação, Essequibo
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar