00:02 14 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    Mundo vs. COVID-19 no final de janeiro de 2021 (110)
    5311
    Nos siga no

    O cardiologista mexicano Diego Araiza Garaygordobil foi expulso da Sociedade Europeia de Cardiologia (ESC) após sugerir que se aplicasse ao presidente do México uma dose letal de medicamentos, logo depois de ele ter testado positivo à COVID-19.

    Em 24 de janeiro, em uma mensagem nas redes, o médico recomendou tratar o presidente com hidroxicloroquina e azitromicina, uma combinação que provocaria uma trombose venosa ou insuficiência renal aguda e mataria o político.

    "Alguém lhe dê hidroxicloroquina + azitromicina + anticoagulantes orais diretos + esteroide. Com uma dessas terá uma trombose venosa, ou algo, e nos livramos de alguns anos de desvarios matinais", escreveu o médico.

    O assunto causou indignação entre usuários do Twitter, após o que Araiza pediu desculpas e logo depois sua conta na rede foi eliminada.

    "Minha intenção não era ofender ou desejar mal a ninguém. Lamento ter levantado com pouca seriedade um tema tão sensível para os mexicanos", disse.

    O médico trabalha no Instituto Nacional de Cardiologia Ignacio Chávez e no hospital privado Médica Sur, no México.

    Por sua parte, a Sociedade Europeia de Cardiologia se desvinculou de Araiza.

    A Sociedade Europeia de Cardiologia não apoia a infeliz postagem pessoal de um de seus embaixadores na mídia social. Diego Araiza se desculpou publicamente e não será mais um embaixador da Sociedade, uma vez que sua mensagem violou as diretrizes para mídias sociais da ESC.

    Não é caso único

    No entanto, este médico não foi o único que recomendou uma receita letal ao presidente. Uma médica chamada Fernanda Gómez sugeriu algo parecido.

    Na última semana, alguns comunicadores e mídias espalharam diversos rumores em torno de saúde do presidente López Obrador.

    Nesta sexta-feira (29), o governo federal pediu para não se difundir informação falsa. Horas mais tarde, López Obrador publicou um vídeo desde o Palácio Nacional, no qual assegurou que se sente bem e repousado. "Ainda tenho COVID-19, mas os médicos me dizem que está passando a etapa crítica", contou o mandatário mexicano.

    Tema:
    Mundo vs. COVID-19 no final de janeiro de 2021 (110)

    Mais:

    Antes de visitar muro na fronteira com o México, Trump diz que tentativa de impeachment é 'ridícula'
    Biden assinará decreto para interromper construção do muro com México no 1º dia como presidente
    México espera contar com 200.000 unidades de Sputnik V na próxima semana
    De volta ao passado: escultura de águia é encontrada em antigo templo asteca no México (FOTO)
    Tags:
    COVID-19, Andrés Manuel Lopez Obrador, receita, médico, México
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar