07:40 01 Março 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    354
    Nos siga no

    Após ceder seu lugar no Escritório Oval a Joe Biden, Donald Trump e sua esposa Melania se mudaram para sua mansão de Mar-a-Lago em Palm Beach, na Flórida, para sua vida pós-presidencial. Contudo, muitas questões têm surgido sobre sua elegibilidade para viver nesse lugar luxuoso.

    A propriedade em questão passou a ser somente para membros do clube, tendo limitações específicas no que toca a residência. Assim, Palm Beach está conduzindo uma revisão legal à residência de Trump, uma vez que muitos questionam a legalidade da intenção do ex-presidente americano em viver permanentemente em Mar-a-Lago, reportou a CNN na sexta-feira (29).

    "Este assunto se encontra sobre revisão legal pelo nosso procurador da cidade, John 'Skip' Randolph", informou o gerente da cidade de Palm Beach, Krik Blouin, à CNN em um e-mail, acrescentando que "Randolph está revisando a Declaração de Acordo de Uso e nosso Código de Portarias para determinar se o ex-presidente Trump poderá morar em Mar-a-Lago".

    A propriedade em causa foi transformada em um clube social exclusivo para sócios, segundo relatos, tendo Trump assinando um acordo com a cidade indicando que ele, tal como outros sócios do clube, não poderia passar mais de sete dias consecutivos nos terrenos palacianos.

    No entanto, a equipe de Trump reclamou que "não existe nenhum documento ou acordo em vigor que proíba o presidente Trump de utilizar Mar-A-Lago como sua residência", segundo a mídia.

    Em 2019, o ex-presidente republicano alterou sua residência permanente, trocando sua Trump Tower em Nova York pelo palácio de Mar-a-Lago, uma vez que Trump se queixaria de maus tratos pelas autoridades da cidade.

    Após chegar a Palm Beach, depois da tomada de posse de Joe Biden, Trump recebeu uma recepção morna, pois além de moradores endinheirados questionando sua residência, também se deparou com faixas provocatórias, colocadas acima do resort luxuoso, descrevendo claramente o ex-presidente como um "perdedor patético" e o "pior presidente de sempre".

    Também surgiram relatos de que muitos membros estariam cancelando sua adesão ao clube de Mar-a-Lago, pois não querem ter qualquer conexão com Trump, criticando a comida e classificando o clube como "desanimado".

    Mais:

    'Viking-xamã' invasor do Capitólio dos EUA agora quer testemunhar contra Trump no Senado
    Relações entre EUA e Rússia serão 'difíceis', diz conselheiro da Segurança Nacional de Biden
    Chefe do Ibama na Bahia, sócio de firma imobiliária, cancela multa do órgão e libera obra de resort
    Tags:
    legalidade, residência, Trump Tower, Flórida, Donald Trump
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar