00:32 01 Março 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    342
    Nos siga no

    Os Estados Unidos informaram nesta quinta-feira (28) que ainda não definiram sobre a retirada ou a permanência das tropas norte-americanas no Afeganistão.

    O Pentágono segue em tratativas com o Talibã (grupo terrorista proibido na Rússia e em outros países), mas não está satisfeito com o fracasso do grupo em cumprir seus compromissos.

    "Não houve qualquer decisão agora sobre como será a presença das forças [no Afeganistão] daqui para frente", disse a repórteres o secretário de Imprensa do Departamento de Defesa dos EUA, John Kirby, nesta quinta-feira (28).

    O acordo dos EUA com o Talibã estabelece que o grupo deve deixar de lado o terrorismo, reduzir a violência e se envolver em negociações com Cabul. Por outro lado, os EUA vão retirar suas tropas do país caso o Talibã não permita que o Afeganistão se torne um refúgio terrorista.

    Kirby destacou que o prazo final para o cumprimento do acordo pelas duas partes é no início de maio. O secretário de Imprensa do Departamento de Defesa dos EUA ressaltou que, sem que o Talibã cumpra seus compromissos, é difícil prever qual será a decisão sobre a permanência ou a retirada das tropas.

    "Mas ainda estamos comprometidos com isso [o acordo], não há dúvida sobre isso", disse Kirby.

    O Departamento de Estado disse no início desta quinta-feira (28) que o secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, conversou por telefone com o presidente afegão Ashraf Ghani e o informou que os Estados Unidos estão revisando o acordo com o Talibã.

    Combatentes do Talibã (foto de arquivo)
    © AP Photo / Allauddin Khan
    Combatentes do Talibã (foto de arquivo)

    Em novembro de 2020, o Pentágono anunciou a redução de forças militares norte-americanas no Afeganistão de 4.500 a 2.500 soldados até meados de janeiro. Com a saída dos EUA, a Índia quer fornecer ajuda militar ao Afeganistão na luta contra o terrorismo.

    Mais:

    Perdas em recentes conflitos fazem Pentágono se preocupar com debilidades dos tanques Abrams
    Alemanha é localização 'altamente valorizada' para tropas dos EUA, afirma chefe do Pentágono
    Pelo menos 15 crianças morrem em explosão de bomba no Afeganistão
    Maior base da Força Aérea dos EUA no Afeganistão é atacada
    Explosão de mina mata 4 policiais no Afeganistão
    Tags:
    John Kirby, Pentágono, terrorismo, Talibã, tropas, militar, Afeganistão, EUA, Estados Unidos
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar