04:32 15 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    Mundo vs. COVID-19 no final de janeiro de 2021 (110)
    230
    Nos siga no

    O presidente dos Estados Unidos Joe Biden disse nesta sexta-feira (22) que o número de mortes provocadas pela COVID-19 no país poderá superar a marca de 600.000.

    "O vírus está aumentando. Estamos em 400.000 mortos, e espera-se que cheguemos a bem mais de 600.000", disse o presidente em entrevista coletiva, ao fazer sua estimativa mais alta até o momento para o número de mortos na pandemia nos Estados Unidos.

    ​Vamos manter esse vírus sob controle.

    De acordo com o levantamento da universidade norte-americana Johns Hopkins, os Estados Unidos são o país mais afetado pela pandemia de COVID-19 em todo o mundo, com quase 25 milhões de casos reportados e cerca de 413 mil mortes. 

    Esta tarde, tomarei as ações para providenciar o alívio tão necessário às comunidades e pequenos negócios impactados pela COVID-19. Acompanhe.

    "As famílias estão passando fome. As pessoas correm o risco de serem despejadas. O desemprego está aumentando novamente. Precisamos agir", disse Biden, antes de assinar ordens executivas que visam enfrentar a crise alimentar que afeta milhões de americanos.

    Tema:
    Mundo vs. COVID-19 no final de janeiro de 2021 (110)

    Mais:

    Restrições de viagens de Brasil e outros países não serão retiradas, diz porta-voz de Biden
    Em memorial, Biden pede que mortos pela COVID-19 nos EUA não sejam esquecidos
    Trazido de volta por Biden, Anthony Fauci descreve como 'libertador' não trabalhar mais para Trump
    Tags:
    pandemia, COVID-19, Joe Biden, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar