23:44 07 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    Coronavírus no mundo em meados de janeiro de 2021 (81)
    0 70
    Nos siga no

    O governo mexicano afirmou ter alcançado acordos preliminares para a compra de até 24 milhões de doses da vacina russa Sputnik V. A informação foi divulgada pelo subsecretário de Saúde, Hugo Lopez-Gatell.

    "Nós nos reunimos com autoridades russas, tanto cientistas quanto a parte que controla o acesso a esta vacina, e chegamos a alguns acordos preliminares que potencialmente dariam ao governo mexicano a oportunidade de receber vacinas [produzidas] sob uma patente do Instituto Gamaleya", disse Hugo Lopez-Gatell. 

    Autoridades mexicanas estiveram em visita oficial à Argentina, onde foi iniciada a campanha de vacinação em massa com a vacina russa Sputnik V no fim de dezembro.

    "Achamos que poderíamos usar até 24 milhões de doses dessa vacina para 12 milhões de pessoas, já que o esquema de vacinação da Sputnik V prevê o uso de duas doses desse produto biológico", acrescentou o subsecretário.

    De acordo com ele, durante a visita à Argentina, foi possível conhecer as informações pendentes sobre a segurança e eficácia da vacina russa.

    Agentes da Saúde são vacinados com a vacina russa contra COVID-19, Sputnik V, em Buenos Aires, Argentina, 29 de dezembro de 2020
    © Sputnik / Presidência da Argentina
    Agentes da Saúde são vacinados com a vacina russa contra COVID-19, Sputnik V, em Buenos Aires, Argentina, 29 de dezembro de 2020

    A vacina Sputnik V foi registrada pelo Ministério da Saúde da Rússia em 11 de agosto de 2020, tornando-se a primeira vacina contra a COVID-19 registrada no mundo. De acordo com os resultados dos últimos testes, a eficácia do imunizante russo é de 91,4%.

    Países como Argélia, Bielorrússia, Sérvia, Argentina, Bolívia já aprovaram a aquisição da vacina Sputnik V. Na União Europeia o processo de aprovação também já foi iniciado.

    Tema:
    Coronavírus no mundo em meados de janeiro de 2021 (81)

    Mais:

    Farmacêutica União Química anuncia início de produção da Sputnik V no Brasil
    Bloomberg detalha razões para ter confiança na vacina russa Sputnik V
    Sérvia está prestes a concluir 1ª fase da imunização com vacinas Pfizer e Sputnik V
    Tags:
    vacina, Sputnik V, Rússia, México, novo coronavírus, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar