22:58 19 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    0 44
    Nos siga no

    O FBI alertou nesta segunda-feira (11) que protestos armados estão sendo planejados em Washington e em 50 capitais dos Estados Unidos antes da posse do presidente eleito Joe Biden em 20 de janeiro.

    A informação foi dada pelo portal ABC News.

    Um grupo armado já identificado disse que planeja viajar para Washington em 16 de janeiro e prometeu um levante caso tentem tirar Trump do cargo, disse um repórter da ABC News no Twitter, citando um boletim do FBI.

    URGENTE: Protestos armados estão sendo planejados em todas as 50 capitais estaduais e no Capitólio dos EUA a partir desta semana e durante pelo menos o Dia da Posse, de acordo com um boletim interno do FBI obtido por @ABC News.

    Diante das ameaças de violência do movimento de partidários do presidente Donald Trump, a Guarda Nacional foi autorizada a enviar até 15 mil soldados a Washington e os turistas foram impedidos de visitar o Monumento a Washington, segundo uma fonte federal de segurança pública.

    O comitê de posse de Biden disse nesta segunda-feira (11) que o tema da cerimônia de 20 de janeiro será "América Unida", mesmo enquanto o país luta contra as consequências da invasão do Capitólio na última quarta-feira (6) por partidários de Trump.

    Manifestantes enfrentam a Polícia do Capitólio durante protestos para contestar a certificação dos resultados das eleições presidenciais de 2020 dos Estados Unidos pelo Congresso, em Washington, EUA, 6 de janeiro de 2021
    © REUTERS / Shannon Stapleton
    Manifestantes enfrentam a Polícia do Capitólio durante protestos para contestar a certificação dos resultados das eleições presidenciais de 2020 dos Estados Unidos pelo Congresso, em Washington, EUA, 6 de janeiro de 2021

    A fonte, falando sob a condição de anonimato, disse que os avisos do FBI valem de 16 de janeiro a pelo menos até 20 de janeiro para as capitais dos estados, e durante os três dias que antecedem a posse em Washington.

    O chefe do Departamento da Guarda Nacional, general Daniel Hokanson, declarou a repórteres que esperava que cerca de 10.000 soldados estivessem em Washington no sábado (16) e que se concentrariam no apoio a segurança, logística e comunicações.

    Ele disse que o número pode subir para 15.000, se solicitado pelas autoridades locais.

    Mais:

    Nancy Pelosi pede a chefe do Estado-Maior dos EUA que impeça Trump de 'ordenar ataque nuclear'
    Câmara dos EUA procederá com tentativa de destituir Trump, diz líder democrata
    China culpa Estados Unidos pela 'mentira do século'
    Tags:
    EUA, governo, posse, Joe Biden, FBI, armas
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar