10:34 17 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    868
    Nos siga no

    O chefe da diplomacia da União Europeia (UE), Josep Borrell, declarou que os acontecimentos em Washington nesta quarta-feira (6) representam "um ataque à democracia e ao estado de Direito dos Estados Unidos".

    O chefe da diplomacia da União Europeia ressaltou que os resultados da eleição presidencial dos EUA devem ser respeitados, acrescentando que "isto não é a América". 

    "Aos olhos do mundo, a democracia americana hoje parece sitiada. Este é um ataque sem precedentes à democracia, às instituições americanas e ao Estado de Direito", escreveu Borrell no Twitter.

    ​Eu recomendo as palavras do presidente eleito Joe Biden. A força da democracia dos Estados Unidos prevalecerá sobre os indivíduos extremistas.

    Manifestantes se reuniram nesta quarta-feira (6) em Washington em apoio ao atual presidente dos EUA, Donald Trump, invadindo o prédio do Congresso norte-americano e interrompendo uma reunião que deveria aprovar a vitória do presidente eleito Joe Biden.

    Após as eleições presidenciais realizadas nos Estados Unidos em 3 de novembro e o aparecimento dos resultados preliminares da votação, os chefes das instituições da União Europeia e os líderes dos países europeus felicitaram Biden por sua vitória, sem esperar que os resultados oficiais fossem anunciados. Eles expressaram esperança de uma parceria melhorada com Washington após a presidência de Trump.

    Mais:

    O que a presidência de Joe Biden, nos EUA, representa para os interesses do Brasil?
    Trump pediu ao secretário da Geórgia para 'encontrar' 11.780 votos, diz mídia dos EUA
    Morre mulher baleada no Congresso dos EUA após invasão ao Capitólio (VÍDEO)
    Democratas assumem controle do Senado dos EUA com mais uma vitória na Geórgia
    Tags:
    democracia, diplomacia, protestos, União Europeia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar