12:19 22 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    153
    Nos siga no

    Nas redes sociais, venezuelanos comentaram sobre a falta de energia elétrica em várias cidades. Vice-presidente Delcy Rodríguez afirmou que as investigações para determinar os responsáveis já começaram.

    O Governo da Venezuela denunciou nesta terça-feira (5) um atentado contra o Sistema Elétrico Nacional (SEN), que deixou sem energia diversas partes de Caracas, capital do país sul-americano, assim como outros estados.

    "Sofremos um atentado contra o Serviço Elétrico Nacional hoje, no dia 5 de janeiro, que afetou o sistema de transmissão de Pátio [de transformadores da central hidroelétrica de] Guri e causou a perda de carga em setores da [...] capital e outros estados do país", escreveu a vice-presidente Delcy Rodriguez no Twitter.

    Rodriguez disse ainda que os trabalhadores da Corporação Elétrica Nacional (Corpoelec) estão restabelecendo o serviço e que as investigações para apurar as responsabilidades já começaram.

    Delcy Rodríguez, vice-presidente da Venezuela (arquivo)
    © REUTERS / Marco Bello
    Delcy Rodríguez, vice-presidente da Venezuela (arquivo)

    Nas redes sociais, os internautas comentaram que a falta de serviço de energia elétrica foi registrada em Nueva Esparta, Aragua, algumas áreas de Carabobo, Miranda e Vargas, entre outras regiões do país.

    Em fevereiro de 2019, a Venezuela enfrentou um apagão nacional que durou vários dias, e o governo garantiu que foi o resultado de um ataque às cargas da Usina Hidrelétrica Simón Bolívar. Desde então, ocorreram contínuas falhas elétricas, principalmente no interior do país.

    Mais:

    Maduro acusa Leopoldo López de promover na Espanha plano contra Venezuela
    Emirados Árabes Unidos surgem como opção para venda de petróleo da Venezuela após sanções dos EUA
    Venezuela anuncia semana de quarentena radical no início de janeiro
    'Economia 100% digital': Maduro revela plano para salvar Venezuela da hiperinflação
    Tags:
    eletricidade, apagão, energia, Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar