19:38 16 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    COVID-19 no mundo no início de janeiro de 2021 (75)
    110
    Nos siga no

    A autoridade sanitária do México autorizou nesta segunda-feira (4) o uso emergencial da vacina contra o coronavírus produzida pela Universidade de Oxford e o laboratório AstraZeneca. 

    O México é um dos países do mundo com maior número de casos e mortes da COVID-19. Segundo o Ministério da Saúde, foram registrados 6.464 novos casos da COVID-19 no país nas últimas 24 horas, com 544 mortes. Até o momento, o país contabiliza 1.455.219 casos e 127.757 óbitos. No entanto, de acordo com a pasta, o número real é maior. 

    O subsecretário de Prevenção e Promoção de Saúde mexicano, Hugo López-Gatell, anunciou pelo Twitter que o órgão regulatório do país, a Comissão Federal para a Proteção contra Riscos Sanitários (Cofepris), tinha autorizado o uso do imunizante. 

    ​Hoje, 4 de janeiro de 2021, COFEPRIS autorizou a vacina da AstraZeneca para uso emergencial contra o vírus SARS-CoV-2

    O ministro das Relações Exteriores do México, Marcelo Ebrard, também anunciou a aprovação do imunizante por meio das redes sociais. Ele disse que a produção no México "começaria logo". 

    ​Muito boa notícia a aprovação emergencial da vacina AstraZeneca por parte da COFEPRIS!!!! Com isso, a produção no México começará logo!!!

    Vacinação já começou no México

    O país tem um acordo com a farmacêutica britânica para produzir 77,4 milhões de doses entre março e agosto e, com isso, imunizar 38,7 milhões de mexicanos. A nação da América Latina tem cerca de 127 milhões de habitantes.

    Além do México, a vacina de Oxford teve seu uso autorizado em países como Reino Unido, Índia e Argentina. No Brasil, apesar de o imunizante ser a principal aposta do governo brasileiro para vacinar a população, seu registro ainda não foi pedido junto à Anvisa. 

    Com a aprovação da vacina, México conta agora com dois imunizantes para serem usados na população. Em 11 de dezembro, a Cofepris autorizou o uso emergencial da vacina da Pfizer. No dia 24 de dezembro, a vacinação teve início no país. Por outro lado, segundo portal desenvolvido pela Universidade de Oxford, das nações que já iniciaram a vacinação, o México é uma das que menos aplicou doses. 

    Tema:
    COVID-19 no mundo no início de janeiro de 2021 (75)

    Mais:

    Britânico de Oxford se torna 1º humano a receber vacina da AstraZeneca
    Índia não vai permitir a exportação da vacina de Oxford para o Brasil
    COVID-19: Moderna planeja produzir pelo menos 600 milhões de doses de vacina em 2021
    Tags:
    novo coronavírus, COVID-19, pandemia, vacina, Reino Unido, Oxford, Pfizer, México
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar