08:37 25 Fevereiro 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    0 34
    Nos siga no

    A cidade dos EUA tem estado em convulsão desde que um afro-americano morreu em maio às mãos de um policial, o que levou a protestos raciais e saques em Minneapolis e outras partes do país.

    Um homem foi morto a tiros na noite de quarta-feira (30) por um policial durante uma parada de trânsito na cidade norte-americana de Minneapolis, revelou o jornal Star Tribune.

    Por enquanto não houve informação sobre a identidade e raça do homem falecido, ou dos policiais envolvidos no tiroteio, mas o chefe da polícia, Medaria Arradondo, disse que o homem era suspeito de crime e adicionou não se saber se alguma troca verbal precedeu o evento.

    Segundo testemunhas, o suspeito teria disparado primeiro. Os policiais então retrucaram o fogo, conta a mídia. Uma multidão de cem pessoas logo começou a se reunir perto do local do tiroteio, o que motivou a mobilização de uma força policial. O jornal disse que os manifestantes atiravam bolas de neve e gritavam expletivos à polícia.

    Arradondo teria prometido liberar as filmagens das câmeras corporais dos policiais na quinta-feira (31).

    "Como chefe, reconheço o trauma sob o qual nossa cidade tem estado, e queremos fazer todo o possível para manter a paz", relatou ele.

    "Nossa cidade passou por coisas demais. Precisamos manter nossos agentes seguros, precisamos manter nossa comunidade segura, e eu lhes digo, precisamos preservar essa cena do crime."

    A morte de Floyd em 25 de maio às mãos de quatro policiais, que mais tarde foram demitidos, desencadeou uma onda de protestos em todo o país contra a brutalidade policial por motivos raciais. O policial que usou uma técnica de asfixia em Floyd foi acusado de assassinato.

    Mais:

    Pressão antirracista pode atrapalhar reeleição de Bolsonaro, avalia especialista
    Ex-policial que sufocou George Floyd deixa prisão após pagar fiança de US$ 1 milhão
    Governador de Wisconsin declara estado de emergência após protestos
    Homem negro dos EUA baleado pelas costas pela polícia perde o movimento das pernas
    Protestos continuam em Portland, após noite de sexta-feira tensa (VÍDEO)
    Tags:
    EUA, Minneapolis
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar