09:08 14 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    0 10
    Nos siga no

    O ex-presidente argentino e atual senador Carlos Menem está em coma induzido depois que uma alta dose de potássio foi detectada em seu sangue, o que o obrigou a se submeter a um processo de diálise, informou a mídia local.

    O ex-presidente da Argentina, que tem 90 anos, está internado desde 15 de dezembro no sanatório privado Los Arcos, na cidade de Buenos Aires.

    No início, Menem foi internado devido a uma infecção urinária que poderia ser controlada, mas depois sofreu uma complicação cardíaca. Seu médico pessoal, Luis de la Fuente, disse esta semana que o estado do político era estável.

    "Carlos Menem está em estado grave: está em coma induzido e seu estado é muito delicado", segundo a publicação El Cronista.

    É cada vez menos provável que Menem esteja presente no plenário que o Senado realizará em 29 de dezembro, quando será debatido o projeto de lei para legalizar o aborto, que já foi aprovado na Câmara dos Deputados.

    Carlos Menem, ex-presidente da Argentina e sua ex-esposa, Zulema Yoma
    © AP Photo / Alejandro Querol
    Carlos Menem, ex-presidente da Argentina e sua ex-esposa, Zulema Yoma

    Em 2020, Menem já foi admitido no hospital em três ocasiões.

    No dia 13 de junho, Menem foi internado no Instituto de Diagnóstico e Tratamento por uma pneumonia bacteriana bilateral que precisou ser tratada com antibióticos, onde permaneceu internado por 15 dias.

    No final de julho, ele foi novamente admitido em Los Arcos para exames, apresentando um quadro de fraqueza muscular e baixa saturação de oxigênio no sangue.

    O ex-presidente argentino, que governou seu país por dois mandatos entre 1989 e 1999 e é senador desde 2005, sofre de insuficiência cardíaca e diabetes.

    Mais:

    'Não chores por mim, Argentina': o adeus da lenda Diego Maradona
    Senado argentino sanciona imposto sobre grandes fortunas para cobrir gastos com pandemia da COVID-19
    Judiciário na Argentina determina que corpo de Maradona seja conservado para testes de paternidade
    Tags:
    saúde, ex-presidente, Argentina, Carlos Menem
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar