13:40 24 Janeiro 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    5126
    Nos siga no

    Ao menos 200 entidades de todo o mundo, incluindo instituições e empresas públicas, foram hackeadas durante um ataque atribuído à Rússia, informou a Bloomberg, citando a empresa de segurança cibernética Recorded Future e três fontes familiarizadas com a investigação.

    Dias antes, uma grande violação cibernética foi relatada por meio de um software da empresa americana SolarWinds. As autoridades norte-americanas acreditam que o ataque cibernético teve como alvo entidades governamentais, incluindo vários departamentos. O ataque foi atribuído, sem que nenhuma evidência fosse apresentada, a hackers pró-Rússia.

    O Kremlin, por sua vez, afirmou que a Rússia nada tem a ver com esses ataques cibernéticos.

    Embora cerca de 18 mil clientes da SolarWinds tenham recebido uma atualização maliciosa em seus softwares, o número de entidades cujas redes foram comprometidas por criminosos cibernéticos é provavelmente muito menor, reportou a Bloomberg.

    O CEO Kevin Thompson compartilha como a SolarWinds está combatendo o ciberataque SUNBURST para nossos clientes, parceiros e a indústria de tecnologia.

    De acordo com Allan Liska da Recorded Future, sua empresa detectou 198 organizações que foram comprometidas por meio do software SolarWinds. Três outras fontes afirmam que pelo menos 200 entidades foram hackeadas e que os responsáveis pelos ataques tentaram obter as credenciais dos usuários.

    O Secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, afirmou que é possível falar, com "certeza suficiente", sobre o envolvimento da Rússia em ataques cibernéticos. Contudo, o presidente em fim de mandato, Donald Trump, afirmou que é possível que o autor verdadeiro seja a China, e não a Rússia, do ataque cibernético que ele alega estar sendo promovido pela mídia "fake news".

    O ataque cibernético é muito maior na mídia "fake news" do que na realidade. Eu fui informado e tudo está sob controle. Rússia, Rússia, Rússia é o clamor principal quando algo acontece porque a mídia tradicional está, principalmente por razões financeiras, petrificada para discutir a possibilidade de que possa ser a China (e pode!). Também poderia ter acontecido um ataque contra nossas máquinas de votação ridículas durante as eleições, sobre as quais agora está claro que venci com folga, o que se torna um constrangimento ainda mais corrompido para os EUA.

    O Ocidente acusou a Rússia, em mais de uma ocasião, de estar envolvida em ataques cibernéticos, alegações que Moscou refutou como infundadas. O governo russo, por sua vez, manifestou diversas vezes a sua vontade de dialogar sobre questões de segurança cibernética e de cooperar para garanti-la.

    Mais:

    Empresa de segurança cibernética dos EUA, FireEye, divulga roubo de ferramentas de hacking
    EUA confirmam ataque cibernético contra sistemas de agências governamentais
    Mídia aponta massivo ataque cibernético do Irã a empresas israelenses
    Tags:
    China, Rússia, EUA, cibercrime, ataque cibernético
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar