03:21 23 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    Coronavírus no mundo em meados de dezembro (87)
    120
    Nos siga no

    O vice-presidente dos EUA, Mike Pence, recebeu a vacina da Pfizer e BioNTech contra o coronavírus nesta sexta-feira (18). A imunização pública de Pence faz parte dos esforços de Donald Trump para construir uma confiança com público na segurança e eficácia da vacina.

    O vice-presidente dos EUA foi vacinado ao lado de sua esposa, Karen Pence, e do cirurgião-geral Jerome Adams. Eles foram informados de que receberiam um "registro de injeção", confirmando o recebimento da vacina. A segunda dose do imunizante deve ser aplicada em três semanas. 

    "Não senti nada. Muito bem, e agradecemos seu serviço ao país", disse Pence em comentários após receber a vacina. "O povo americano pode estar confiante: temos uma, e talvez dentro de algumas horas, duas vacinas contra o coronavírus seguras para você e sua família", acrescentou.

    "Todos nós temos um papel a cumprir. O caminho através deste tempo desafiador é a vigilância e uma vacina", disse o vice-presidene dos EUA, conclamando os americanos a "continuarem a fazer sua parte" nas estratégias de mitigação.

    ​Os membros da força-tarefa do coronavírus da Casa Branca, os doutores Anthony Fauci e Robert Redfield, estavam sentados na primeira fila para assistir a equipe do Centro Médico Nacional Walter Reed administrar a vacina, escreve a CNN. O presidente Donald Trump não compareceu à cerimônia.

    O presidente eleito Joe Biden e a vice-presidente eleita Kamala Harris também receberão a vacina em um ambiente público, disseram autoridades de transição. Enquanto Biden deve ser vacinado já na próxima semana, o prazo para a vacinação de Harris ainda em análise.

    Anthony Fauci, um dos maiores especialistas em doenças infecciosas do país, disse no início desta semana que gostaria que Donald Trump e Mike Pence recebessem a vacina contra a COVID-19.

    Enfermeira faz teste em paciente para a COVID-19 organizado por Centros de Saúde Comunitários Philadelphia FIGHT, Filadélfia, Pensilvânia, EUA, 10 de dezembro de 2020
    © AP Photo / Matt Slocum
    Enfermeira faz teste em paciente para a COVID-19 organizado por Centros de Saúde Comunitários Philadelphia FIGHT, Filadélfia, Pensilvânia, EUA, 10 de dezembro de 2020
    A porcentagem de americanos dispostos a tomar a vacina está subindo, mas ainda é menor entre alguns grupos importantes. Em setembro, 63% dos americanos disseram que "definitivamente ou provavelmente" receberiam a vacina. O número subiu para 71% em um estudo da Kaiser Family Foundation, divulgado esta semana.

    Tema:
    Coronavírus no mundo em meados de dezembro (87)

    Mais:

    Estudo detecta expansão geográfica de bactéria 'come-cérebros' nos EUA
    Ensaio de invasão: como Iraque de Saddam resistiu aos ataques de EUA e Reino Unido em 1998
    EUA podem impor sanções contra Índia assim que país receber S-400 da Rússia, diz ex-conselheiro
    Tags:
    vacinação, EUA, COVID-19, Mike Pence
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar