11:59 21 Janeiro 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    0 22
    Nos siga no

    A Suprema Corte dos EUA rejeitou uma ação do estado do Texas para anular a vitória de Joe Biden nos estados de Michigan, Wisconsin, Pensilvânia e Geórgia nas eleições presidenciais de novembro.

    A informação foi anunciada em um documento judicial revelado nesta sexta-feira (11).

    Prédio da Suprema Corte dos EUA.
    © AP Photo / J. David Ake
    Prédio da Suprema Corte dos EUA.

    "A moção do estado do Texas para fazer uma reclamação foi rejeitada por falta de fundamento no Artigo III da Constituição. O Texas não demonstrou interesse judicialmente admissível na maneira como outro estado conduz suas eleições. Todas as outras moções pendentes são rejeitados por irrelevantes", indica o despacho do Tribunal.

    O presidente Donald Trump tinha afirmado nesta quarta-feira (9) que sua equipe jurídica levou o caso da contagem dos votos no Texas para a Suprema Corte.

    Vamos intervir no caso do Texas (e de muitos outros estados). Este é o grande. Nosso país precisa de uma vitória!​

    Trump se referia à ação judicial movida na terça-feira (8) para impedir os estados da Geórgia, Michigan, Pensilvânia e Wisconsin de participarem do colégio eleitoral, uma vez que o presidente contestava o resultado das eleições de 3 de novembro.

    Mais:

    Suprema Corte dos EUA rejeita ação de Trump para reverter vitória de Biden na Pensilvânia
    Mudança demográfica pode explicar resultado apertado no Texas, avalia especialista
    Eleição nos EUA: Trump afirma que vai levar caso do Texas para Corte Suprema
    Tags:
    governo, Joe Biden, justiça, eleição, Texas, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar