01:38 09 Março 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    151
    Nos siga no

    Os EUA ainda investigam relatos de supostas recompensas da Rússia para soldados americanos e aliados no Afeganistão, mas não encontraram evidências, disse o general Frank Mackenzie, chefe do Comando Central.

    "[A investigação] não está encerrada porque nunca fechamos investigações que envolvam ameaças potenciais contra as forças dos EUA. Nada mudou em relação à minha posição de setembro passado, simplesmente não podíamos provar, não vemos isso", disse McKenzie nesta quinta-feira (10)

    Em junho, The New York Times noticiou que a inteligência dos EUA havia informado o presidente Donald Trump em uma sessão de reportagem diária em fevereiro, sobre um suposto esforço russo para premiar soldados americanos no Afeganistão.

    Helicóptero militar dos EUA é visto voando em direção à base aérea de Bagram a partir de Cabul, no Afeganistão (imagem de arquivo)
    © AFP 2021 / Thomas WATKINS
    Helicóptero militar dos EUA é visto voando em direção à base aérea de Bagram a partir de Cabul, no Afeganistão (imagem de arquivo)

    Trump anteriormente chamou o artigo de farsa, enquanto funcionários da Casa Branca e altos líderes militares disseram publicamente que a informação não era convincente.

    A Rússia negou a alegação e chamou-a de outra história falsa que faz parte das lutas políticas internas nos EUA.

    Mais:

    Estados Unidos suspendem retirada de tropas do Afeganistão
    Austrália começa a demitir soldados na sequência do inquérito sobre crimes de guerra no Afeganistão
    Fabricante russa acusa Ucrânia de reparos ilegítimos de helicópteros Mi-17 do Afeganistão
    Tags:
    relações exterirores, forças armadas, Afeganistão, Rússia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar