13:46 22 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    125
    Nos siga no

    A Suprema Corte dos Estados Unidos rejeitou nesta terça-feira (8) o pedido feito pelo deputado norte-americano Mike Kelly, aliado de Donald Trump, para bloquear a certificação dos resultados eleitorais na Pensilvânia.

    Os republicanos buscavam descartar até 2,5 milhões de cédulas enviadas por correspondência no estado nas eleições presidenciais do país ocorridas no dia 3 de novembro.

    Essa foi a primeira decisão tomada pela Suprema Corte dos EUA sobre supostas ilegalidades alegadas por Trump ou por seus aliados durante o pleito eleitoral.

    Provável ganhador das eleições norte-americanas, Joe Biden, durante reunião em seu gabinete de transição, em Wilmington, Delaware, EUA, 1º de dezembro de 2020
    © REUTERS / Leah Millis
    Provável ganhador das eleições norte-americanas, Joe Biden, durante reunião em seu gabinete de transição, em Wilmington, Delaware, EUA, 1º de dezembro de 2020

    Os nove juízes votaram contra a interrupção da contagem e não explicaram os motivos para tomar a decisão. Três dos atuais integrantes do mais alto tribunal dos Estados Unidos foram indicados por Donald Trump. As informações foram publicadas pela agência Reuters.

    A ação dos republicanos argumentava que o programa de votação por correspondência aprovado em 2019 pela Assembleia Legislativa estadual da Pensilvânia, violava a constituição do estado.

    Em 2000, foi exatamente a Suprema Corte que interrompeu uma recontagem de votos na Flórida, onde George W. Bush venceu por apenas 537 votos o democrata Al Gore, permitindo ao republicano vencer as eleições.

    Mais:

    Trump diz que retorno ao acordo de Paris dará vantagem à Rússia
    EUA dispõem de mísseis hipersônicos e 'hidrosônicos' mais rápidos do mundo, diz Trump em discurso
    Exame de Rudy Giuliani, advogado de Donald Trump, dá positivo para COVID-19
    Trump planeja 'grande final' no dia da posse de Biden, diz mídia
    'Meta dos EUA na Síria era impedir que Assad restaurasse controle do país', diz ex-enviado de Trump
    Tags:
    Estados Unidos, Donald Trump, Joe Biden, Pensilvânia, eleições nos EUA, recontagem, votos, democratas
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar