16:34 26 Julho 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    110
    Nos siga no

    O presidente eleito dos EUA, Joe Biden, planeja nomear o ex-governador de Iowa, Tom Vilsack, para o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA, na sigla em inglês).

    A informação foi noticiada pela Reuters nesta terça-feira (8), citando pessoas familiarizadas com o assunto.

    O escritório de transição de Biden não respondeu imediatamente a um pedido de comentário sobre o relatório.

    Vilsack, que atuou como secretário de Agricultura no governo Obama, fez campanha ativamente para Biden em estados agrícolas, atuando como seu conselheiro rural e agrícola durante a campanha eleitoral.

    Provável ganhador das eleições norte-americanas, Joe Biden, durante reunião em seu gabinete de transição, em Wilmington, Delaware, EUA, 1º de dezembro de 2020
    © REUTERS / Leah Millis
    Provável ganhador das eleições norte-americanas, Joe Biden, durante reunião em seu gabinete de transição, em Wilmington, Delaware, EUA, 1º de dezembro de 2020

    Ele foi governador de Iowa entre 1999 e 2007. Vilsack, que comandou o Departamento de Agricultura no governo do ex-presidente Barack Obama, não foi localizado para dar entrevista. Sua porta-voz, Regina Black, se recusou a comentar a indicação "porque um anúncio oficial não tinha sido feito".

    O retorno de Vilsack ao USDA deve ser aplaudido pelos estados do meio-oeste, que produzem a maior parte das safras de commodities como milho, soja e trigo, e o preferem a alguém de outra região do país.

    O anúncio da indicação de Vilsack veio depois de ser confirmado que o general aposentando do Exército dos EUA, Lloyd Austin será o primeiro negro a se tornar secretário de Defesa do país.

    ​Uma declaração emitida pela equipe de transição de Biden observa que "Lloyd James Austin III é um líder confiável e testado em crises, que supervisionou algumas das operações mais complexas e impactantes da história das forças armadas, incluindo servir como o arquiteto-chefe do esforço para derrotar o Daesh [grupo terrorista proibido na Rússia e em uma série de países] no Iraque e na Síria".

    Mais:

    Biden confirma indicação de Lloyd Austin ao cargo de secretário de Defesa dos EUA
    Representante dos EUA exorta a próxima administração Biden a manter pressão sobre Venezuela
    À espera da posse de Biden e anulação das sanções, Irã planeja aumentar produção de petróleo
    Tags:
    Joe Biden, governo, Secretaria da Agricultura, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar