22:57 22 Janeiro 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    1190
    Nos siga no

    O governo de Joe Biden não deve reverter o curso da política externa do presidente dos EUA, Donald Trump, afirmou nesta sexta-feira (4) o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov.

    "Tendo a concordar com alguns especialistas, especificamente aqueles que pensam que a próxima administração que será inaugurada em janeiro será basicamente forçada a dar continuidade à atual política externa", disse Lavrov durante a conferência virtual MED 2020.

    A política doméstica de Biden se concentrará principalmente em lidar com as consequências da pandemia do coronavírus, que Lavrov descreveu como "sem precedentes", e restaurar a unidade nacional após a eleição extremamente polarizada de novembro.

    "Claramente, cada administração tem que prestar atenção à profunda polarização do país quando 75 milhões de cidadãos votaram no presidente em exercício e aproximadamente a mesma quantidade em Joe Biden", disse o ministro russo.

    Todos os principais meios de comunicação dos EUA projetaram Joe Biden como o vencedor da eleição há mais de três semanas, embora Trump ainda não tenha cedido, alegando irregularidades generalizadas no processo eleitoral. No entanto, o presidente concordou em permitir o início da transição enquanto os resultados estão sendo certificados oficialmente em quase todos os estados legalmente contestados pela campanha de Trump.

    Mais:

    'EUA tentam se abster de obrigações internacionais com todas as suas forças', diz Lavrov
    Rússia condena política dos EUA de criar alianças contra a China, diz Lavrov
    Rússia não vê perspectivas de assinatura de novo Tratado START, diz Lavrov
    Tags:
    política externa, Estados Unidos, Rússia, Sergei Lavrov
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar