17:30 17 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    Pandemia de COVID-19 no mundo no início de dezembro (93)
    0 20
    Nos siga no

    O presidente do México, Andrés Manuel López Obrador, pediu nesta sexta-feira (4) para que a população do país, especialmente da capital, permaneça em casa durante as festas de fim de ano. 

    No México, país fortemente católico, as festividades abrangem o dia da Virgem de Guadalupe, em 12 de dezembro, o Natal e o Dia dos Reis, em 6 de janeiro. 

    "Faço um novo apelo para que todos atuemos neste mês de dezembro com plena responsabilidade, que não se relaxe a disciplina, que não confiemos em nós mesmos. Somos livres, mas proponho respeitosamente o seguinte: se não temos nada realmente importante para fazer, não saiam. Neste mês de dezembro tem sempre mais gente na rua até o dia 24", disse Obrador em mensagem à nação lida no Palácio Nacional. 

    Não haverá punições e medidas coercitivas

    Ao mesmo tempo, o presidente garantiu que o governo federal "não vai limitar as liberdades". Ele disse que não é "a favor de medidas coercitivas, como proibições ou toques de recolher". Também não serão aplicadas multas para quem descumprir a orientação. 

    Obrador ressaltou que ainda não há vacina para COVID-19 e pediu para as pessoas, caso precisem sair, que ajam com "responsabilidade" e mantenham uma "distância saudável". O chefe de Estado afirmou ainda que a doença continua "causando estragos" no país. 

    Na segunda-feira (30), a Organização Mundial da Saúde (OMS) disse que a situação da epidemia do coronavírus no México era "muito preocupante". 

    Quarto do mundo com mais mortes

    Obrador pediu inclusive para que as pessoas deixem de fazer reuniões familiares e com amigos durante o fim de ano. 

    "Não façamos festas nem reuniões com familiares e amigos. Tudo isso é voluntário, mas vamos procurar não ter reuniões grandes em nossas casas. Essa pandemia já passará, esse pesadelo", disse o presidente. 

    Segundo dados da Universidade Johns Hopkins, o México registra mais de 1,14 milhão de casos do coronavírus e quase 110 mil mortes. O país é o quarto do mundo em número de óbitos, atrás somente dos Estados Unidos, Brasil e Índia. Já em mortes por quantidade de habitantes, o México está na oitava posição.

    Tema:
    Pandemia de COVID-19 no mundo no início de dezembro (93)

    Mais:

    Presidente do México diz que não tem 'nenhuma diferença' com Joe Biden
    Estudo revela altos níveis de arsênio em poços contaminados no México e alerta sobre riscos à saúde
    Caçador de OVNIs comenta sobre 'besouro sinistro' visto no céu da Cidade do México (VÍDEO)
    Tags:
    Andrés Manuel Lopez Obrador, COVID-19, pandemia, novo coronavírus, América Latina, México
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar