19:59 08 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    3132
    Nos siga no

    O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, garantiu nesta terça-feira (1º) que está disposto a deixar o cargo se a oposição vencer as eleições parlamentares no próximo domingo, dia 6 de dezembro.

    "Se vencermos, avançamos, mas também devo dizer, deixarei meu destino nas mãos deles se a oposição voltar a vencer, deixarei a presidência, se a oposição vencer as eleições, não ficarei mais aqui. Deixo meu destino nas mãos do povo da Venezuela", disse o chefe de Estado em um ato de governo transmitido pelo canal estatal Venezolana de Televisión.

    Em 2015, os adversários de Maduro assumiram a Assembleia Nacional, conseguindo uma maioria que não tinham por 16 anos, nos governos socialistas de Maduro e Hugo Chávez.

    No dia 6 de dezembro, teremos uma oportunidade de ouro de reverter os danos que a Assembleia Nacional fez ao povo venezuelano, disse o primeiro lutador da República e candidato ao Grande Pólo Patriótico, @ConCiliaFlores.

    ​"Tivemos que sofrer cinco anos de horror, conspiração e fracasso para que nosso povo soubesse que foi um erro eleger a oposição", disse o presidente venezuelano, em declarações publicadas pela AP.

    A Assembleia Nacional é a última instituição do país nas mãos da oposição. Os analistas concordam que a oposição, agora dividida, caminha para uma derrota esmagadora.

    Mais:

    Maduro denuncia estratégia dos EUA para prejudicar plano alimentar da Venezuela
    Venezuela retoma exportação direta de petróleo para China apesar de sanções dos EUA, diz mídia
    Rússia enviará observadores às eleições parlamentares da Venezuela
    Tags:
    legislativo, presidente, socialismo, governo, oposição, eleição, Nicolás Maduro, Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar